sexta-feira, 30 de outubro de 2009

VCV PREFEITO

No ano de 1998, o Informativo muda de nome para Veja Esteio, tendo o mesmo princípio colocar as ações, projetos da cidade de Esteio, realizadas pela administração municipal.

ANO 1998

MARÇO DE 1998
MAIO DE 1998
JULHO DE 1998
SETEMBRO DE 1998
NOVEMBRO DE 1998
DEZEMBRO DE 1998

ANO 1999

ABRIL 1999
MAIO 1999
JUNHO 1999
JULHO 1999
SETEMBRO 1999
NOVEMBRO 1999
DEZEMBRO 1999

ANO 2000

JANEIRO 2000
FEVEREIRO 2000
MARÇO 2000
MAIO 2000
JUNHO 2000

ANO 2001

JUNHO 2001
AGOSTO 2001
SETEMBRO 2001
DEZEMBRO 2001

ANO 2002

JANEIRO 2002

BOA LEITURA!

O SONHO

Oi Companheiros,
Para curtir um bom feriadão, lembre:

"O sonho do homem se resume em três coisas: ser rico, ser forte e ser sábio.
O homem quer ser forte, mas pensa que ser forte é dominar os outros.
Engana-se, ser forte é dominar-se a si próprio.
O homem quer ser sábio, mas imagina que ser sábio é abeberar-se da cultura dos livros, dos ensinamentos que os sábios nos legaram pela escrita.
Quando, na verdade, ser sábio é outra coisa:
ser sábio é aprender com cada pessoa que se encontra na vida.
O homem quer ser rico, mas não sabe que ser rico não é amealhar toda a riqueza, ganhar e juntar todo o dinheiro que se possa.
Ser rico, é contentar-se com o que se tem.
Esta é a sabedoria, este é o jeito de ser feliz: mostrar-se satisfeito com o que se possui.
E não querer se tornar feliz desejando aquilo que não se conseguiu ou não se pode conseguir."

Um abraço e uma espirituosa manhã de quinta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

MOEDA DE TROCA?

Oi Companheiros,
Precisamos estar por dentro.
Cada um Deputado Federal, são 513, terá direito a direcionar R$ 10.000.000,00 (Dez milhões de reais), em Emendas, fora as de Bancadas (Conjunto de deputados por estados).
Se fizermos comparação com muito município médio (80.000 mil habitantes), onde os investimentos reais, fora manutenção, não chega a este valor.
Precisamos ampliar discussão ou buscar convencer a aplicação destes recursos nas verdadeiras prioridades da população.
Só no RS, 31 deputados federais, somam R$ 310.000.000,00.
Consegue imaginar o que daria para fazer?
Dinheiro limpinho, sem qualquer vinculação...

Um abraço e uma esclarecedora manhã de quinta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

Nos jornais: emendas individuais foram mantidas em R$ 10 milhões

Correio Braziliense

Emendas sem cortes

Moeda de troca ainda mais valiosa em ano eleitoral, as emendas individuais não correm risco de ser cortadas no próximo ano. Pelo contrário: foram mantidas no parecer preliminar do relator, deputado Geraldo Magela (PT-DF), e alguns parlamentares já negociam o aumento do valor de R$ 10 milhões para R$ 15 mi no Orçamento de 2010. A proposta é do terceiro-vice-presidente da Comissão Mista de Orçamento, deputado João Dado (PDT-SP). Porém, a expectativa de alguns deputados é de que fique em R$ 12 mi. O reajuste nessas emendas é uma tentativa de minimizar o choro dos congressistas diante da queda nos valores das emendas de bancada e a possível extinção das emendas de comissão. Nos anos anteriores, cada parlamentar teve direito a destinar R$ 10 mi em emendas e cada estado ficou com 15 emendas de bancada.
Relator do Orçamento de 2010, o deputado federal Geraldo Magela (PT-DF) considera “inadmissível” o aumento no valor das emendas individuais. “Defendo desde o início a redução de R$ 10 milhões para R$ 8 milhões Se isso não acontecer, temos é que manter o mesmo valor”, defendia Magela antes de finalizar na noite de ontem o parecer do relatório-geral com regras para as emendas. De acordo com o documento, cada parlamentar terá direito a R$ 10 milhões para, no máximo, 25 emendas. Já as bancadas e as comissões devem garantir, no mínimo, R$ 2,086 bilhões, incluindo iniciativas direcionadas ao Programa de Aceleração de Crescimento (PAC).

BETO APROVA FUNDO

Oi Companheiros,

Nosso futuro candidato a governador faz pelo idoso.
Todos podem ajudar.
Veja logo abaixo.

Um abraço e uma linda tarde de quinta-feira


Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

Senado aprova PL que cria o Fundo Nacional do Idoso
O Senado aprovou nesta quarta-feira (28) o Projeto de Lei da Câmara (PLC 161/08), do deputado Beto Albuquerque (PSB-RS), que institui o Fundo Nacional do Idoso e autoriza a dedução, do Imposto de Renda devido pelas pessoas físicas e jurídicas, das doações feitas aos Fundos Municipais, Estaduais e Nacional do idoso. A dedução do total da contribuição somada à dedução relativa às doações para os Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente não poderá ultrapassar 1% do imposto devido.
Pelo projeto, o fundo financiará os programas e as ações relativas ao idoso para garantir os seus direitos sociais e criar condições para promover sua autonomia, integração e participação efetiva na sociedade.
As fontes de financiamento do fundo serão as seguintes: recursos destinados ao Fundo Nacional de Assistência Social, para aplicação em programas e ações relativas ao idoso; contribuições provenientes de dedução do Imposto de Renda devido, feitas aos fundos controlados pelos Conselhos Municipais, Estaduais e Nacional do Idoso; recursos que lhe forem destinados no Orçamento da União; contribuições de governos e organismos estrangeiros e internacionais e o resultado de aplicações de seus recursos.

Na justificação do projeto, Beto Albuquerque argumenta que, com a instituição do incentivo fiscal a favor dos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente, parcela das pessoas que altruisticamente doavam para instituições voltadas à assistência ao idoso passou a optar pela dedução fiscal.
Essa tendência de migração dos colaboradores mais aquinhoados e a perda das doações mais expressivas, na avaliação do deputado, são muito graves. Por isso, o projeto corrige a discriminação fiscal prejudicial ao idoso, garantindo aos doadores a mesma opção de dedução do Imposto de Renda devido tanto para os fundos destinados aos direitos das crianças e dos adolescentes quanto para os fundos relativos aos idosos.

O relator na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), senador Aloizio Mercadante (PT-SP), opina que o projeto expressa "a atenção e o respeito que os idosos merecem, especialmente por aqueles que têm o poder de formular políticas públicas e de alocar alternativamente os escassos recursos públicos".
Tramitação
Como foi aprovada uma emenda ao texto no Senado, o PL retorna para ser apreciado pelos deputados na Câmara antes de seguir à sanção presidencial.

Com Agência Senado
POVO DE ESTEIO

PREPARE-SE AUMENTOU DE IPTU EM ESTEIO

Vamos pagar 81% a mais em 4 anos nos imóveis Registrados na Prefeitura;
Vamos pagar 111% de aumento em 2010, para os terrenos baldios.

LEMBRE-SE:

O PSB E SEUS VEREADORES

JAIME DA ROSA E

ARI DA CENTER VOTARAM CONTRA.



Um abraço e uma iluminada manhã de quinta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Twitter

Oi Companheiros,
A comunicação é um dos maiores poderes da sociedade moderna. Para tanto é importante estarmos por dentro.
Quem quiser saber como funciona o Twitter, em português.

É só entrar neste endereço: http://api.ning.com/files/1OdWOEIxbWORGsXe6qU5Vo7KaQF1mfzU2rEcCr9q2nYkDTOIKLl0wrB-qYzfGsCIclzYKsbhePv14kxBtgd6n6oslf9-y3xl/TudoquevocprecisasabersobretwitterJasper.pdf
Um abraço e uma instigante manhã de quarta-feira


Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

JOVENS SOCIALISTAS EM AÇÃO

Oi Jovens Companheiros,
Precisamos ampliar o conhecimento. É muito importante a nossa juventude construir uma política sem vícios e corrupção.

Proposta de Programa para o Encontro de Formação Política a ser realizado na cidade de Cristal - RS.

Data: 31-10 e 01-11 de 2009.
Contatos: Porto Alegre: Jefferson 8148-9566 ou 8490-4666 e Pelotas: Maicon53-91577669
Desejo sucesso aos participantes.
Envolva-se e ajude a divulgar.

Um abraço e uma iluminada manhã de quarta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

EM TEMPO:

Oi Professor e Irmão Luiz Cláudio,
Obrigado pelo encaminhamento da lembrança da 1ª Semana Farroupilha, em especial, na Escola do Bairro do Parque.

Um abraço e uma linda manhã de segunda-feira


Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

"QUEM TEM CORAGEM"

Oi Companheiros,
É amanhã(27), às 17 horas, em Passo Fundo.
Um abraço e uma linda manhã de segunda-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

Lançamento e doação
Sáb, 24 de Outubro de 2009 17:35 Correio do Povo

Coluna Taline OpptizA 13ª Jornada Nacional de Literatura, em Passo Fundo, terá um momento especial. Dia 27, às 17h, será lançado o livro "Quem Tem Coragem?", de Pietro de Albuquerque. Filho de Beto Albuquerque, Pietro faleceu em janeiro, aos 19 anos, de leucemia. A crônica policial, de 590 páginas, foi escrita durante os 13 meses em que Pietro lutou contra a doença. A obra e o desenho da capa foram encontrados depois, no seu notebook. "Ele não abordou a doença, mas o medo", disse Beto, que escreveu posfácio sobre a luta do filho. Em 2006, Pietro havia lançado "Dias Contados", sobre o cotidiano de quatro personagens.
No lançamento do livro de Pietro, o ônibus de coleta do Hemocentro estará à disposição para doações de medula. O ato faz parte da divulgação da semana de mobilização nacional para doação de medula óssea - instituída pela Lei Pietro, de autoria de Beto -, que acontece de 14 a 21 de dezembro.

FECHA NO MAUSOLÉU

Oi Companheiros,
Cem comentários. Os poderes constituídos tem que enfrentar esta vergonheira. Fechar o mausoléu com Elle dentro é a melhor saída? Afinal, precisamos mudar:
"Todos somos iguais perante a lei, mas não perante os encarregados de fazê-las cumprir." S. Jerzy Lec.


Um abraço e uma bela manhã de segunda-feira


Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB



Sarney decide fechar as portas da Fundação Sarney
O presidente do Senado, José Sarney, decidiu fechar as portas da fundação que leva o seu nome, no Maranhão.

A notícia ganhou as páginas da Folha. Está na coluna da repórter Mônica Bergamo.

Assentada no convento das Mercês, Em São Luís, a Fundação José Sarney guarda o acervo da época em que seu fundador foi presidente do Brasil.

Armazena também livros e papéis colecionados por Sarney ao longo de 50 anos de política.

De resto, abriga um mausoléu onde o senador pretendia ser enterrado.

Por que vai fechar? Pendurada nas manchetes como ninho de irregularidades, a fundação já não encontra quem se disponha a financiá-la.

Custa, segundo Sarney, algo como R$ 70 mil por mês. “Não temos mais dinheiro”, diz o senador.

"Sonhei um dia que o Brasil poderia ter uma grande biblioteca com documentos históricos de um ex-presidente. Mas eu estava errado".

- Em tempo: O Ministério da Cultura deve uma resposta ao contribuinte brasileiro. Que fim levou a auditoria do patrocínio de R$ 1,3 milhão que a Petrobras borrifara nas arcas da Fundação Sarney?
Escrito por Josias de Souza às 05h48
Foto: Fábio Pozzebom/ABr

BETO LIDERA

Oi Companheiros,
Nosso maior líder gaúcho está na liderança.
Mas precisamos mais.
Vamos mostrar nossa força.
Votaremos.
Vá direto:
http://congressoemfoco.ig.com.br/noticia.asp?cod_canal=1&cod_publicacao=30308

Um abraço e uma linda manhã de segunda-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

A sensatez de Herbert Viana .LINDO

Oi Companheiros,
Uma criança que aprende o respeito e a honra dentro de casa e recebe o exemplo vindo de seus pais, torna-se um adulto comprometido em todos os aspectos, inclusive em respeitar o planeta onde vive...
Essa pergunta foi à vencedora em um congresso sobre vida sustentável.
"Todo mundo 'pensando' em deixar um planeta melhor para nossos filhos... Quando é que 'pensarão' em deixar filhos melhores para o nosso planeta?"

Precisamos começar JÁ!
Um abraço e uma consciente manhã de segunda-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

TIRADENTES DO SUL,

presente através de Erno Ellwanger, Professor e Vereador, na homenagem a nosso futuro Governador Beto, na entrega do Prêmio Lideres e Vencedores.
Um abraço e uma linda manhã de segunda-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

PenSar Bem

Oi Companheiros,
E o Eleitor como vai pensar num emaranhado destes. Sem dúvida a educação será a salvação. Seja pelos bons conselhos e experiências ou pela dor, mas vamos apreender a limpar a casa através da eleição. Eu vou ficar pelo final, “nesse ambiente,caberia ao eleitor distinguir o Cristo do Judas. Mas,em 20 anos de democracia, não conseguiram produzir um eleitorado consciente". Com esse modelo político, não há salvação. Todos se vêem eleitores e políticos, ora como "Judas”, ora como "Cristo".
O eleitor está preso num círculo de giz. Os políticos seguem o princípio que vem do Código Penal, ou seja,os políticos não são obrigados a fazer uma "Reforma Eleitoral" para serem guilhotinados na eleição seguinte.
Assim,como o eleitor pode distinguir para escolher o melhor deles? Essa dialética, infelizmente, passa ao largo da nossa sociedade.
Precisamos PenSar Bem, reunir e falar mais com o próximo pode ser o caminho.
Um abraço e uma consciente manhã de sexta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB



Sobre as diferenças que igualam governo e oposição
Como distinguir um oposicionista de um governista, no Brasil? No passado longínquo, era fácil. O governo vestia farda.

No passado recente, também era simples. A oposição usava barba. Só mais recentemente a barba foi aparada e perdeu o significado ideológico.

Pelas companhias? Impossível. O líder do governo –qualquer governo— é o Romero Jucá. A governabilidade está sempre nas mãos do PMDB.

Pelo discurso? Não dá. Todo mundo é a favor da felicidade, dos investimentos sociais e da estabilidade econômica. Todos contra a corrupção, o câncer e o chope quente.

Também não adianta recorrer a testes pseudocientíficos. Experimente atirar um governista e um oposicionista num tanque com água.

A massa de ambos vai se deslocar no líquido de modo semelhante no líquido. Os dois vão espernear do mesmo jeito.

Graças a essa indistinção, soaram estranhas as críticas feitas pela oposição, nesta quinta (22), à entrevista que Lula deu ao repórter Kennedy Alencar.

A certa altura da conversa, instado a comentar o laxismo ético da coalizão política que o cerca, Lula disse:

"Se Jesus Cristo viesse para cá, e Judas tivesse a votação num partido qualquer, Jesus teria de chamar Judas para fazer coalizão".

Rodrigo Maia (RJ), presidente do DEM, disse que Lula conduz “um governo pragmático que, para garantir sua sustentação, faz aliança até com o pior traidor".

Presidente do PPS, Roberto Freire (PE) ecoou Maia:

"A comparação com Jesus Cristo e Judas para quem é católico como ele e cristão, como boa parte da população brasileira, é uma violência...”

Violência “...para justificar todas as bandalheiras e traições que permitiu que se fizesse em seu governo”.

Vice-líder do PSDB, Álvaro Dias também subiu no caixote: "Há uma relação de promiscuidade entre o presidente e os partidos que o apóiam”.

Beleza. O diabo é que FHC, assim como Lula, também se entregara, com despudor inaudito, às relações partidárias hetedodoxas.

Nascido de uma dissidência supostamente ética, o PSDB contribuiu decisivamente para o esfarelamento moral que toma o país de assalto.

Nem nos seus piores pesadelos, os brasileiros esclarecidos supunham que FHC e suas alianças exóticas produziriam cenas como aquelas de abril de 2000.

Uma imagem na qual ACM e Jader aparecem se xingando de ladrão no plenário do Senado. Àquela altura, os dois eram aliados de cinco anos do tucanato.

Do mesmo modo, a esquerda dita socialista jamais imaginara que Lula, seu melhor representante, fosse presidir uma aliança como a atual.

Uma coligação que dá prontuário novo a Jader. E que santifica de Renan (ex-ministro de FHC), a Sarney, passando por Collor.

De duas uma: ou FHC e Lula não estiveram à altura das suas oportunidades ou os tempos não estiveram à altura dos dois.

Nesse ambiente, caberia ao eleitor distinguir o Cristo do Judas. Mas 20 anos de democracia não conseguiram produzir no Brasil o eleitorado consciente.

Por ora, o brasileiro frequenta o enredo da peça no papel de bobo necessário à preservação da pantomima.
Escrito por Josias de Souza às 18h49

ELLES NÃO PARAM

Oi Companheiros,
Elles, não param de tentar. Isto sem dúvida quer dizer que temos chance. Vamo, Vamo, Ciro presidente, já, Vamo...

Um abraço e uma instigante manhã de sexta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB


Folha
Ao levar o seu título de eleitor para passear em São Paulo, Ciro Gomes (PSB-CE-SP) tornou-se, como se sabe, um candidato multiuso.
O deputado diz coisas definitivas –Sou candidato à presidência— sem definir muito bem as coisas –A decisão será tomada em março.
Bate três vezes na madeira quando lhe perguntam se pode trocar a disputa nacional pela refrega de São Paulo. Não, não e não.
A maleabilidade semântica anima o petismo, que se esforça para transformar o não em sim, retirando Ciro do caminho de Dilma Rousseff.
"Ciro é uma liderança que tem compromisso com o nosso projeto, com o governo Lula”, diz Aloizio Mercadante.

“Se ele apoiar a ministra Dilma, o PT de São Paulo tem que deixar as portas abertas. Ele tem todas as condições de ser candidato ao governo de São Paulo”.
Eduardo Suplicy (PT-SP), que ambiciona entrar na sucessão paulista, informa que tocou o telefone para Ciro.
"Transmiti que, da minha parte, não tenho qualquer objeção que ele venha a disputar se for escolhido de forma legítima pelo PT”.
Cândido Vaccarezza esclarece que não há vestígio de resistência ao nome de Ciro no PT. "Nunca houve. Estamos abertos a esse apoio".
Nem o PSB-SP, aliado do governo tucano de José ‘Feio na Alma’ Serra, parece tão entusiasmado com o projeto Ciro-SP quanto o PT.
Para desviar o aliado incômodo de seu objetivo federal, o partido de Lula enfeita a forca de modo a fazê-la parecer com um inofensivo instrumento de cordas.

Escrito por Josias de Souza às 04h31

COISA DE MANO

Oi Companheiros,
"Minha posição é semelhante a apresentada ontem pelo deputado Miki Breier, de que o assunto, por sua relevância, mereceria mais tempo para debate e investigação. Não é a toa que simpatizo com a possibilidade do PP apoiar a candidatura do deputado federal Beto Albuquerque. O PSB prioriza o diálogo e não tem preconceito ideológico.". Palavras do Deputado Estadual Mano Changes(PP).
É nossa a responsabilidade manter esta linha para o Partido Socialista.

Um abraço e uma linda manhã de sexta-feira


Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB
Mano contesta crítica sobre ausência
Quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Publiquei na ZH de ontem uma notinha com o título Chá de sumiço, criticando o deputado Mano Changes (PP) pela ausência na votação que aprovou o arquivamento do pedido de impeachment. O deputado mandou uma longa carta contestando a nota e explicando sua ausência. Veja a íntegra: "Prezada RosaneSobre a nota 'Chá de sumiço', publicada na Página 10 de hoje, em Zero Hora, faço as seguintes considerações:
1. Meu ingresso na vida político-partidária ocorreu por entender que estava na hora de se mudar o velho e ultrapassado método de se fazer política. E como jovem, entendi que era hora da minha geração começar essa transformação. Bem antes, ao decidir ingressar no meio musical, já tinha esse sentimento, daí a escolha do nome artístico Changes, palavra inglesa que significa mudança. E foi com estas convicções que escolhi como slogan de minha campanha a frase “Chega dos Mesmos”, que simbolizando a necessidade de modernização das práticas políticas.
2. Eleito, levei comigo essas convicções, caracterizadas pela valorização das boas indéias parlamentar, seja como deputado, seja como presidente da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia. Em outras palavras, valorizo as boas idéias e não o ranço político e os entraves ideológicos.
3. No caso específico das votações em plenário, voto por convicção, por convencimento. Na minha maneira de ser, tanto pessoal como política, não existe a figura do voto à cabresto. Existe o voto consciente. Por isso considero minha ausência em plenário ontem um ato de coerência às minhas convicções. Primeiro, porque não tendo conceito formado sobre o assunto, uma vez que os acontecimentos sobre os fatos que geraram a abertura do processo continuam se renovando cotidianamente. Segundo, porque não tendo integrado nenhuma das duas CPIs (Detran e Corrupção), tendo por base apenas as notícias divulgadas pela imprensa, não me senti adequadamente informado para poder votar.
4. Minha posição é semelhante a apresentada ontem pelo deputado Miki Breier, de que o assunto, por sua relevância, mereceria mais tempo para debate e investigação. Não é a toa que simpatizo com a possibilidade do PP apoiar a candidatura do deputado federal Beto Albuquerque. O PSB prioriza o diálogo e não tem preconceito ideológico.
5. Sem embasamento de conteúdo, sem a manifestação conclusiva por parte da Justiça, com o diálogo posto em segundo plano, e para não confrontar minha posição com a do restante dos deputados progressistas, dizendo NÃO ao arquivamento, optei por ausentar-me da votação.
6. Além disso, se votasse NÃO estaria desgastando ainda mais minha relação como o Piratiní, que nunca foi das melhores. Então, para não prejudicar o PP, resolvi tomar a decisão que tomei e que, ao mesmo tempo que é criticada pela ilustre jornalista, encontra justificativa na sua declaração de que meu voto não influiria no resultado final. O que é verdade.
7. Sendo assim, minha atitude, ao contrário do que foi dito na Página 10, não se enquadra como um ato de omissão ou covardia, e sim uma posição de quem tem convicção e coerência dos seus atos, atitude idêntica a adotada pela mídia gaúcha que nunca se posicionou oficialmente, em seus editoriais, se era contra ou a favor do impeachment".

BETO RECONHECIDO

Oi Companheiros,
O nosso Deputado Federal recebeu ontem a noite o Prémio Lideres e Vencedores, na oportunidade disse:

“Os impasses do Rio Grande do Sul não estão na economia, na sociedade, na nossa gente, mas na política”, destacou. Segundo o deputado, os interesses partidários não devem estar acima do Rio Grande do Sul e deve haver espaço para o diálogo.

Vamos em frente é nossa missão trabalhar para inovar a gestão de fazer o Rio Grande do Sul melhor e do jeito certo.
Um abraço e uma auspiciosa manhã de sexta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB


Foto: Marco Couto / Ag. AL

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

VCV PREFEITO

Em 1997, Vanderlan Vasconselos é eleito prefeito do município de Esteio e suas ações são publicadas no informativo PSB - Esteio.



Boa leitura!

MIKI ABRE

Oi Companheiros,
Investigar sempre, não quer dizer condenação, mas precisamos ser coerentes na dúvida. Já há muita contradição entre as postura de ser oposição e governo, inclusive entre nós no Rio Grande do Sul e Brasil. Ser diferente é isto. Precisamos ampliar o bom exemplo e esclarecer os maus.

Vá direto ao assunto:
Corregedor da Assembléia gaúcha abre processo contra petista Pont por agressão a Zilá Breitenbach

Um abraço e uma esclarecida manhã de quinta-feira


Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

OI, VIVO, CLARO, TIM 86

Oi Companheiros,
Esta é para sabermos o tamanho do Brasil e sua comunicação.
De cada 100 brasileiros, 86 tem um telefone celular. Sem dúvida aproxima os de longe e afasta os de perto. Afinal: "O beijo é a menor distância entre dois apaixonados".

Um abraço e uma instigante manhã de quinta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

Em cada cem brasileiros, 86 já têm um telefone celular. Em setembro, segundo dados que a Anatel divulga ainda hoje, o Brasil alcançou a marca de 166,1 milhões de celulares. Foram vendidas 1,5 milhão de novas habilitações no mês passado. De janeiro a setembro, foram habilitadas 15,5 milhões de celulares - o segundo melhor desempenho da história, perdendo somente para 2008.

Pré-Sal Brasil

Oi Companheiros,
Pré-Sal Brasil. A medida, se confirmada, é ótima e respalda todos movimentos socialistas para divisão do bolo por todos. Precisamos descentralizar os recursos da união. Hoje concentra, em torno de 63%, estados 23% e todos municípios do Brasil, 14%, de toda arrecadação nacional. Vamos acompanhar.

Um abraço e uma linda manhã de quinta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB


José Cruz/ABr
Uma decisão emanada do Planalto adiou a apresentação dos relatórios da Câmara sobre os quatro projetos de lei que compõem o pacote do pré-sal.

Os textos seriam trazidos aos holofotes nesta quinta (22). A pedido de Lula, a coisa ficou para a semana que vem.

Deve-se a protelação a uma inesperada divergência aberta pelo líder do PMDB, deputado Henrique Eduardo Alves (RN), na foto.

Graças à fidelidade canina que devota ao governo, Henrique Alves recebera a incumbência de relatar a jóia da coroa do pré-sal.

Fora às mãos do deputado o projeto que institui o modelo de partilha nas jazidas acomodadas em águas profundas.

Em reunião reservada com Lula, o deputado concordara com um pedido do presidente: não buliria na repartição dos royalties do petróleo.

Pois bem. Henrique Alves roeu a corda. Sugere no seu relatório que Estados e municípios não-produtores de petróleo recebam nacos maiores dos royalties.

Pior: para tonificar a verba destinada a esses Estados e municípios não-produtores, o deputado sugere a redução da fatia destinada à União na repartição do bolo.

Na última terça-feira (20), Henrique Alves expôs as novidades a duas autoridades do governo.

Esteve com o ministro Edson Lobão (Minas e Energia) e com a secretária-executiva da Casa Civil, Erenice Guerra, a segunda de Dilma Rousseff.

Explica daqui, espanta dali, o governo decidiu baixar uma recomendação que ecoou na Câmara como uma ordem.

Além do texto de Henrique Alves, foram “barrigados” os relatórios referentes aos outros três projetos.

Ficaram para a semana que vem também os pareceres sobre a proposta que capitaliza a Petrobras, a que cria a Petro-Sal e a que institui o Fundo Social.

Nos próximos dias, vai-se tentar convencer Henrique Alves a dar meia-volta. O deputado diz que não vai recuar. A ver.

Inicialmente, Lula pretendia encarar a encrenca da repartição dos royalties. No texto original, o pacote do pré-sal previra a divisão igualitária entre todos os Estados.

Sérgio Cabral (PMDB), governador do Rio, o Estado que abocanha a maior fatia do pudim dos royalties, gritou.

Foi imitado pelos colegas que gerem os outros dois Estados produtores: José Serra (PSDB), de São Paulo; e Paulo Hartung (PMDB), do Espírito Santo.

Às vésperas de enviar o embrulho do pré-sal à Câmara, Lula jantara no Alvorada com Cabral, Serra e Hartung. E cedera à pressão da trinca.

Mandara escrever no projeto relatado por Henrique Alves que a divisão dos royalties fica como está até que uma nova lei regule a matéria.

Na reunião com o deputado, Lula combinara com ele que esse tópico permaneceria intocado. Depois de concordar, o líder do PMDB mudou de idéia.

Pelas regras atuais, que Lula comprometera-se em manter, os royalties são repartidos assim: 52% ficam com Estados e municípios produtores...

...40% vão às arcas da União. Apenas 7,5% são borrifados nos cofres de Estados e municípios não-produtores de óleo.

Para começo de conversa, Henrique Alves sugere o aumento dos royalties. Em vez dos atuais 10%, as empresas exploradoras das jazidas terão de recolher 15%.

Depois de adicionar à receita o fermento que fará aumentar o bolo, o deputado propõe que a fatia da União seja reduzida de 40% para apenas 15%.

O dinheiro suprimido da União engordaria o percentual destinado aos entes da federação que não produzem petróleo.

E quanto ao pedaço dos Estados de Cabral, Serra e Hartung? Henrique diz que Rio, São Paulo e Espírito Santo também perdem. Mas não diz quanto.

Deve ser pouca coisa. O relatório do deputado traz as digitais de um técnico que responde pela secretaria de Fazenda do Rio, Joaquim Levy.

É de supor que Levy, ex-secretário do Tesouro Nacional, não sugeriria nada que representasse a supressão de grandes somas dos cofres que gere no Rio.

Henrique Alves alega que mudou de idéia graças à pressão que recebeu dos Estados não-produtores. Afirma que, sem as mudanças, o projeto não passa no plenário.

O argumento guarda certa lógica. Juntas, as bancadas dos 23 Estados que não produzem petróleo tem número para prevalecer no plenário.

Escrito por Josias de Souza às 05h20

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

ÁGUA E ÓLEO

Oi Companheiros,
Todos estão lendo e vendo. Uma salada, anunciada, com vinho publico. Se fosse qualquer prefeito, em alguma prefeitura do Brasil, sem dúvida ia sobrar ação para o Ministério Público. Mas isto tudo está virando rotina. A grande preocupação é que a união, contraditória no Sul, também acaba escurecendo a necessária transparência publica.
Quero ver as próximas pesquisas. Ciro lá.

Vá direto ao assunto:
Mega-aliança de Dilma terá 7 partidos e o dobro de TV


Um abraço e uma temperada manhã de quarta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

A NECESSIDADE DA MAIORIA?

Só para lembrar, a nossa região dos Vales dos Sinos e Paranhana, detém um terço da população, e produz em torno de 40% de nossa riqueza no estado do Rio Grande do Sul. Logo, deveríamos ter também, um terço de representação na Assembléia Legislativa, e temos apenas seis vezes menos do que isto.
Vivemos, pensando e esperando que o governo atenda a necessidade daqueles que mais precisam.
Passamos pelas ruas e vemos pessoas pedindo, jogadas em cantos, dormindo, mal vestidas, com visual deprimente, vemos neles necessidades, falta de oportunidade, e tantas outras coisas que tomaria espaço demais neste texto para manter o leitor atento e com vontade e curiosidade suficiente de terminar o presente. Mas continuamos lendo e vendo. Mas é a maioria, certamente não é, então poderia atender? Vamos adiante.
Temos medo, evitamos de sair a noite, até saímos, mas com todos os cuidado, porque notícias de assaltos, seqüestras, tiros vindos de qualquer lugar, falta policiais, falta de confiança, etc.., Mas é a maioria, certamente não é, então o governo poderia atender?
Sabemos que uma grande parcela da população tem problemas de saúde e que seus recursos do trabalho ou da aposentadoria, são insuficientes para comprar os remédios necessários a harmonizar o corpo. Mas são a maioria? Certamente não é, então poderia o governo atender?
Tem pessoas que dependem dos hospitais públicos, que não tem um plano de saúde, para uma consulta médica, com um especialista, para um exame, afim de comprovar se realmente está ou não com o diagnostico desta ou daquela doença. Mas é a maioria, certamente não é, então poderia o governo atender?
Muitas coisas esperamos que os outros façam, especial, o governo. Mas com o mínimo de acompanhamento dos jornais, rádio, televisão ou Internet, constatamos que não existe recursos para atender a todas demandas.
Daí começamos a pensar e discutir o que seria a prioridade a ser atendida? ou Qual, a de maior importância para o destino do recurso público? Quem tomará a decisão? Nós, só se for em solidariedade. Porque normalmente delegamos esta obrigação de atender e fazer por nós, a qualquer governante. Mas qual é a sua região? Tem Ele o mesmo pensamento e sensibilidade que nós? Conhece à realidade que vivemos?
Daí o inicio da busca: Para fazer um governo municipal, estadual ou federal. O processo deve iniciar, por conhecermos a pessoa que vamos escolher para a missão. Que esta conheça nossa realidade. Que more perto de nossa casa, ou no mínimo o mais próximo possível. Mas este é o grande desafio, fazer a escolha. Logo, a necessidade da maioria, não é vista. Ora, então, se quiser que os seus sonhos se transformem em realidade, acorde. Votaremos.
(TEXTO PARA PUBLICAÇÃO JORNAL METROPOLITAN)

Um abraço e uma feliz primavera
Vanderlãn Vasconsèllos

VAMOS JOGAR O JOGO

Oi Companheiros,
As preliminares estão ai. Mas estamos preparando a tática e nossos atletas.

Um abraço e uma iluminada manhã de quarta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

PSB minimiza acordo entre PT-PMDB
O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), presidente nacional do partido, minimizou nesta terça (20) a aproximação entre o PT e o PMDB para as eleições de 2010. Hoje à noite, os dois partidos se reunirão com o presidente Lula para selar um pré-acordo em torno da pré-candidatura da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) ao Palácio do Planalto. Segundo Campos, a aliança “já era esperada” e que a ação “não é preocupação para o PSB”. Questionado se o pré-acordo entre PT e PMDB inibiria a pretensão política do deputado Ciro Gomes (PSB-CE), Campos desconversou; “Ainda nem colocamos o nosso time em campo”.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Ivoti - Aniversário - Agradecimento

Prezado senhor Vanderlan Vasconselos,

Ficamos muito felizes com a homenagem prestada ao município de Ivoti na data de sua emancipação, por meio de participação em caderno especial do Jornal O Diário. Ali, foi feito registro do passado e do presente de nossa história. A sua participação valorizou ainda mais o trabalho que vem sendo feito no município e a importância de Ivoti perante o Estado e o país.

Muito respeitamos a sua atuação e desejamos fortalecer os laços com a distinta pessoa.

Sem mais, registramos nossa estima e apreço,

Maria de Lourdes Bauermann,
Prefeita Municipal.
Ivoti - RS

---
Prefeitura Municipal de Ivoti
Avenida Presidente Lucena, 3527, Centro - CEP: 93900-000
www.ivoti.rs.gov.br.

Muito Estranho

“O Deus Marte se enamora da jovem princesa Réia Sílvia que engravida e tem gêmeos, Rômulo e Remo. O rei Amúlio ordena que os gêmeos sejam mortos, mas o servo encarregado da tarefa não tem coragem para fazê-lo e os abandona na corrente do rio Tibre. A cesta com os gêmeos para nas margens do rio, são encontrados e cuidados por uma loba (provavelmente uma prostituta, chamada na época de lupa).”
A churrascada da noite passada foi farta, regada com muita cerveja. O time todo comemorou por ganharmos, depois de tantas derrotas, a primeira partida de futebol no campeonato. Tarde da noite, deitei e dormi instantaneamente.
Segunda-feira, o despertador tocou.
Acordei estranho... Senti que a temperatura do meu corpo aumentara e queria continuar na cama. Não sabia bem porquê, desejava matar o trabalho. Estava nauseabundo. Lembrei-me do jogo de futebol no domingo, a minha vontade era de dar uma voadora nos peitos do filho da mãe que me chutou por trás. Minha nádega direita doía, e como! Passei a mão, examinei e senti que o hematoma não diminuíra.
Durante três meses, sempre no café da manhã, a mesma coisa. A “Que Manda Em Mim” dizia:
- Benhê vá ao médico!
Irritava-me, nem sabia o porquê, desejava, não sabia bem o quê, a pancada doía, e como! Passava a mão, o hematoma na mesma. Como bom brasileiro que sou, somente quando o hematoma aumentou é que procurei o Dermato. Que sem me olhar...
- Nome e idade?
- Remo, quase trinta.
- Hum... Hum... Uma aspirina, um Emplastro Poroso Sábia e o senhor ficará bem.Mais três meses á base de emplastro e ASS. A contusão perdeu o roxo, porém dobrou de tamanho, ficou mais lisa e a pele esticada. Devido aos exercícios notei que o os músculos peitorais estavam mais desenvolvidos. Engordei um pouco, mas sempre com um lado da bunda maior do que o outro. E para curar as sucessivas depressões, nada com uma boa barra de chocolate, regada com molho de mostarda.
A “Que Mora Comigo” determinava:
- Morê, vá ao médico!
-Blag!
Hema e eu, que ficamos íntimos e cresceu mais ainda, fomos consultar o Traumato. Que sem nos olhar...
-Nome e idade?
- Remo, quase trinta.
- Hum... Hum... Um diurético, uma aspirina, um Emplastro Poroso Sábia e o senhor ficará bem.
-PQP! Mais dinheiro gasto para nada, concordas comigo, Hema?
- (espasmo).
Chorava por qualquer coisa. Sentia-me rejeitado, não me achava atraente. Os lábios e os pés estavam inchados. E exceto para fazer xixi, tinha dificuldade de fazer as necessidades, tanto para sentar no vaso, quanto pelas hemorróidas. Quando saia para a rua, usava como disfarce, um sacolão que colocava atrás, escondendo o bundão. Dona Gringa, a vendedora de roupas femininas foi quem me emprestara.
Passaram-se sete meses e o Hema estava impossível. Pela primeira vez, sentia dores agudas no local, e em espaço de tempos cada vez mais curtos.
E a “Que Me Atura”:
- Fofo é grave, vamos ao hospital?
“Fofo?”, ninguém merece! Fomos nos três para o hospital, Hema, Ela e eu.
Após os exames de sangue e de uma ecografia, (nunca vira tanta gente de branco na minha frente) um médico, Ginéco-Obstétra, simplesmente disse-me:
- O senhor está grávido e de sete meses!
- Capaz! Só se for gravidez psicológica é claro! Ri amarelinho.
- Não, continuou - impávido como Mohamed Ali - o senhor já está em trabalho de parto.
Me caíram os butiás dos bolsos!- Mas como isso é possível? Sem ovários e sem útero?Contou-me ele, que estes acontecimentos são raros na medicina. São chamados de gravidez ectópica é aquela na qual o feto desenvolve-se fora do útero. O seu caso é bem mais raro e por razões ainda desconhecidas, um dos óvulos fecundados é absorvido pelo feto, ficando em estado latente, dentro do corpo do irmão gêmeo. Até que um dia, por algum acidente, este começa desenvolver-se e a natureza encarrega-se de criar condições para que o irmão maior possa gerar o menor.
A mesa de cirurgia estava preparada. Com duas “comadres” como calços improvisados, nos pés da mesa, para que o lado direito ficasse mais alto do que o esquerdo e a minha “barriga”, no centro de gravidade. Na hora do parto, como é praxe, queria xingar alguém, mas nem o nome da “Que Estava Comigo” eu lembrava. De costas, pesando quase cento e trinta quilos com mais de cinqüenta pessoas na sala de cirurgia, risinhos contidos, dei a luz.
Rômulo sempre foi um menino robusto, lembro-me quando ele tinha quase dez anos e eu quase quarenta, quando fazíamos um “peidonato”, uma espécie de campeonato, não rara as vezes que um ou outro se “peigava”. Hoje, o meu irmão gêmeo, esta com quase trinta anos e muito bem casado com a Pri, minha nora/cunhada que é uma pessoa maravilhosa. Sempre que podemos estamos juntos. Vamos malhar na academia, vamos às festas e em muitos churrascos. Nos damos tão bem que com apenas um olhar, já sabemos quando tem alguma “Deusa na área”. Eu continuo jogando o meu futebolzinho, e por falar nisso... Tche! Hoje acordei com aquela dor tão conhecida, só que agora era na nádega esquerda, a minha vontade era de dar uma voadora no filho da mãe que me chutou. Passa um filme pela minha cabeça. Não, de novo não... Gritava. Acordo, completamente apavorado, encharcado de suor, com o telefone tocando...Pego o telefone - Seria sonho?
Olho no visor - Terror noturno?
Ou...Leio o nome da pessoa –Realidade...

05/10/2009
Vlademir Rohde

VOU PEDIR AO PAI

Oi Companheiros,
Vou pedir ao Pai, para que deixe o Povo decidir.

Um abraço e uma linda manhã de terça-feira
Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB


Clayton
Via O Povo Online.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Dr. Alexandre Roso e Beto Albuquerque participam de plenária em Riozinho

O vice-prefeito e secretário municipal de saúde de São Leopoldo, Dr. Alexandre Roso (PSB), e o deputado federal, Beto Albuquerque (PSB), participaram, neste sábado, dia 17, da oitava plenária regional do PSB Vale do Sinos e Paranhana. O encontro ocorreu em Riozinho e reuniu 111 filiados do partido no ginásio municipal da cidade. Além de promover uma discussão sobre as conjunturas políticas estadual e nacional, o evento também teve um curso de formação política.


Em sua fala, Dr. Alexandre Roso falou sobre o crescimento do PSB em São Leopoldo, que saltou de 519 votos nas eleições municipais proporcionais de 2004 para 30 mil votos em 2008. "Estamos trilhando um caminho importante e não podemos nos acomodar com o que já conquistamos. É nosso dever crescer ainda mais. Isso ocorre naturalmente quando adotamos gestões sólidas e eficazes na administração pública. A população reconhece quando o trabalho é bem feito e o PSB tem conseguido ótimos resultados nos espaços que ocupa", disse.
Já Beto Albuquerque aproveitou para afirmar que não está blefando em relação a sua candidatura ao governo do Estado do Rio Grande do Sul, em 2010. "Não podemos continuar assistindo o desentendimento entre PT e PMDB/PSDB em nosso estado. Estamos vendo esse filme há 20 anos e ele só trouxe aspectos negativos para a sociedade gaúcha. Nosso estado vive uma crise há muitos anos, justamente porque não há entendimento na política. Isso tem que mudar. O Palácio Piratini se transformou em um grande liquidificador, de onde todos saem triturados. Nós queremos ver o Rio Grande do Sul decolar novamente, ver o Estado ser referência de gestão política e em várias áreas que perdemos espaços nas últimas décadas", disse o atual deputado federal.

Postado em PSB São Léo

EM TODAS AS FRENTES

Oi Companheiros,
Vontade de trabalhar não falta. Tem até injeção.

Precisamos ampliar os espaços para mostrar nosso jeito de fazer política. Nossa VIII Plenária Socialista dos Vales dos Sinos e Paranhana, no município de Riozinho, teve a participação de nossas lideranças e de mais de uma centena de militantes.

Vá direito ao assunto:
Zero Hora

Um abraço e uma doce tarde de segunda-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

SUCESSO DE RIOZINHO

Oi Companheiros,
Nosso encontro de Riozinho foi maravilha. Mais de uma centena de companheiros, com a presença de nossas lideranças, Vereadores, Vice Prefeito e Prefeito de nossa região, mais deputados estaduais, federal e nosso futuro governador Beto Albuquerque.

Um abraço e uma linda tarde de segunda-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

IGUALDADE PARA OS PEQUENOS

Oi Companheiros,
Precisamos ter uma única voz em favor dos pequenos.

Viva o horário de Verão.
Um abraço e uma maravilhosa tarde de sexta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB


PARTIDOS DECIDIRÃO

Oi Companheiros,
Se o presidente falou está falado!!!

Vá direto ao assunto:
http://www.claudiohumberto.com.br/principal/index.php

Um abraço e uma linda tarde de sexta-feira




Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

Lula diz que partidos decidirão
destino de Dilma e Ciro em 2010
Presidente Lula
O presidente Lula afirmou nesta sexta (16) que o destino dos dois candidatos da base aliada à Presidência --Dilma Rousseff (PT) e Ciro Gomes (PSB)-- será decidido pelos partidos e não por ele. O petista disse que ainda cedo para fazer qualquer avaliação para 2010. Ontem (15), Lula defendeu publicamente o lançamento de uma candidatura única da base de apoio do governo. Dilma e Ciro fazem parte da comitiva que acompanhou Lula em viagem de visita às obras de transposição do rio São Francisco. Questionado sobre o motivo de levar Ciro para sua viagem, o presidente respondeu que isso era um “reconhecimento ao trabalho dele em defesa da transposição”. *Foto: Orlando Brito

VCV VEREADOR

Em 1989, Vanderlan Vasconselos, vereador do município lançou em seu mandato o Informativo PSB - Esteio, para mostrar à população esteiense o que acontecia na Câmara de Vereadores da cidade, no Estado e no Brasil, assim como os projetos, ações de seu mandato. A partir de hoje, serão coloados para acesso dos frequentadores do Blog o Informativo. Para ter acesso é só clicar nos links abaixo:
Em 1990, Vanderlan Vasconselos, vereador do município continua mandato e a publicar o Informativo PSB - Esteio, para mostrar à população esteiense o que acontecia na Câmara de Vereadores da cidade, no Estado e no Brasil, assim como os projetos, ações de seu mandato. Para ter acesso é só clicar nos links abaixo, outros anos no menu ao lado:
INFORMATIVO PSB/ESTEIO
Em 1991, Vanderlan Vasconselos, vereador do município continua mandato e a publicar o Informativo PSB - Esteio, para mostrar à população esteiense o que acontecia na Câmara de Vereadores da cidade, no Estado e no Brasil, assim como os projetos, ações de seu mandato.
Para ter acesso é só clicar nos links abaixo, outros anos no menu ao lado:
INFORMATIVO PSB/ESTEIO
Boa leitura!

MODELOS DE PRODUÇÃO

Oi Companheiros,
É nesta segunda-feira(19), às 9hs30min, que a Comissão de Economia e Desenvolvimento Sustentável, Presidida pelo Dep. Est. Heitor Schuch, busca alternativas para o cultivo de Cana no RS.

Vamos participar.

Um abraço e uma instigante tarde de sexta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

II Seminário de álcool e etanol discute modelos de produção para o RS
Sex, 16 de Outubro de 2009 10:17
Lisiana Santos

A Comissão de Economia e Desenvolvimento Sustentável promove na próxima segunda-feira, dia 19 de outubro, o II Seminário de Cana-de-açúcar, Álcool e Etanol, no Auditório Dante Barone da Assembléia Legislativa, a partir das 9h.O deputado Heitor Schuch (PSB), presidente da comissão, destaca que o foco principal será a discussão em torno dos modelos de produção para o cultivo da cana no Rio Grande do Sul, com vista à obtenção de etanol.
Na primeira edição do seminário, em 2007, o foco era a necessidade do zoneamento agroclimático para a cultura no Estado. “Agora, com a publicação desse estudo precisamos definir a organização dessa nova cadeia produtiva e as políticas de crédito e fomento para tanto”, destaca o parlamentar. Também estará em discussão o Zoneamento Agroecológico Nacional da Cana-de-açúcar, lançado em setembro pelo governo federal, que excluiu 75 municípios gaúchos das linhas especiais do BNDES para a industrialização do produto. A expectativa é reunir um público superior a 500 pessoas, entre técnicos, pesquisadores, produtores, prefeitos, vereadores, secretários municipais de Agricultura e lideranças do setor. Também estarão presentes representantes dos governos estadual e federal, Petrobras e Braskem. “Vivemos um momento favorável aos combustíveis alternativos, tanto para o consumo interno quanto para as exportações, e a cana pode ser uma potente alternativa para a diversificação da matriz produtiva do Estado, especialmente na agricultura familiar", afirma Schuch.O parlamentar lembra que 98% do álcool consumido no RS é importado, apenas 2% é produzido no solo gaúcho. “São valiosas divisas e milhares de empregos que estamos transferindo para outros Estados”.
Programação

8h–Credenciamento
9h - Abertura
10h – Painel Políticas públicas de apoio à produção de cana e etanol no RS: pesquisa, financiamento e legislação
Coordenação:
Presidente da Comissão de Economia e Desenvolvimento Sustentável, Dep. Heitor Schuch
Painelistas:
Sedai/Governo do Estado, MDA/Mapa /Casa Civil/ Caixa RS, BNDES, Embrapa, Emater e Fepagro


14h – Painel O mercado do álcool no RS, dependência ou autosuficiência?
Coordenação: Jornalista Lizemara Prates
Painelistas: Braskem / Petrobras Biocombustíveis
15h – Modelos de produção e produção de modelos para o RS
Coordenação: José Antônio Valle Antunes Junior, Alsol
Painelistas: Coopercana, Norobios, Cooperger, Grandespe, Fetag/RS e Fetraf Sul
18- Encerramento

MUNICÍPIOS TERÃO ACESSO LIVRE

Oi Companheiros,
Para ficarmos atentos, porque a idéia é melhorar o controle e a gestão municipal.

Um abraço e uma inovadora manhã de sexta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

Municípios terão acesso livre a software para organizar contas e melhorar gestão
Partido Socialista Brasileiro - PSB
15/10/2009 - 10:04

Prefeituras de todo o país terão acesso a um software livre de gestão que vai possibilitar a organização de gastos, do orçamento, da receita tributária, do controle de medicamentos, de recursos humanos e outros serviços no mesmo aplicativo. A ferramenta, chamada de e-cidade, estará disponível no Portal do Software Público Brasileiro no fim de outubro e poderá ser acessada gratuitamente pelos municípios.
O acesso livre ao software foi acertado entre o Ministério do Planejamento e a empresa que criou o programa. De acordo com o secretário de Logística e Tecnologia da Informação do ministério, Rogério Santana, com o uso livre, as prefeituras poderão adaptar as funções do aplicativo à realidade local e trocar experiências com outros gestores.
“Isso vai melhorar a gestão dos recursos e a prestação de serviços à sociedade. Também facilita a auditoria e a apresentação de contas”, avalia. A ferramenta é utilizada atualmente por 15 municípios e será apresentada oficialmente durante o Encontro Nacional de Tecnologia da Informação para os Municípios Brasileiros, nos dias 27 e 28 de outubro em Brasília.
Segundo Santana, o e-cidade vai permitir que prefeitos registrem as receitas arrecadadas com impostos, conheçam melhor os gastos dos municípios em saúde, educação e pessoal, acompanhem o andamento de obras e o controle de imóveis, por exemplo.
A ferramenta também registra a autorização, emissão e liquidação de empenhos orçamentários integradas ao processo de aquisições e emissões de notas fiscais.
“Os municípios brasileiros são muito carentes de soluções tecnológicas. Temos inúmeros municípios que têm gestão ineficiente e que precisam de ajuda. Essa solução tecnológica pode ser uma alternativa.”
A redução da burocracia também é uma das vantagens do aplicativo, segundo Santana. “Vai reduzir a papelada. Muitas árvores serão economizadas na medida em que a gente automatize e use processos eletrônicos no lugar de processos em papel”, completou.
O e-cidade vai estar disponível para download na página na internet do Portal do Software Público Brasileiro a partir do dia 28 de outubro, no endereço eletrônico www.softwarepublico.gov.br ..

Professor, muito prazer!

Neiff Satte Alam*

Seria uma surpresa para qualquer pessoa se, ao buscar um atendimento médico no Pronto Socorro, fosse atendido por um Agrônomo; ficaria muito estranho um veterinário executar um projeto arquitetônico; teríamos enorme dificuldade em aceitar um procedimento odontológico feito por um Engenheiro Civil, mas não observamos nenhuma estranheza ou contestação quando qualquer um dos profissionais acima fizesse o trabalho de Educador, sem ter feito um curso que os qualificasse para o desempenho eficiente como docente.
Parece que ser um bom orador, ter algum carisma e conhecer bem determinado assunto é o suficiente para ser considerado bom professor. Lamentamos informar que não é suficiente. Cada profissão possui características e peculiaridades que permitirão um desempenho satisfatório e a obtenção de resultados que só poderão ocorrer e serem avaliados adequadamente pelos respectivos profissionais.
Um dos componentes do fracasso escolar que se estabeleceu no país é exatamente este: baixa profissionalização dos professores, desde sua formação nas Universidades e Faculdades isoladas, nos cursos de formação de Professores.
Milhares de professores são lançados no mercado de trabalho sem condições para enfrentar as adversidades e novidades de um sistema educacional superado, principalmente pelo descaso dos governos ou por políticas equivocadas que investem com pesados recursos econômicos em estrutura física e ampliações, mas pouco investem no melhoramento dos recursos humanos que terão que por em movimento os mecanismos de formação e qualificação do ser humano.
Construção de competências; desenvolver uma prática reflexiva; contextualizar os temas centrais de determinada disciplina e estabelecer conexões para uma visão interdisciplinar em um primeiro momento e se chegar a uma inter ou transdisciplinaridade na sequência de uma ação de ensino-aprendizagem; avaliar a aprendizagem desde o primeiro momento considerando, inclusive, as diferenças entre os educandos; estabelecer mecanismos de recuperação de modo a evitar que diferentes capacidades no ato de aprender façam-nos perder alunos com capacidades diferenciadas, é o mínimo que se poderia esperar de um educador. Isto se aprende em cursos de formação de Professores, pois isto é o que se espera de um Professor.
O Professor não está conectado apenas com os seus alunos, mas também com outros profissionais especialistas na área de educação que, na mesma linha de raciocínio de que temos que ter o profissional certo no lugar certo, não pode ser substituído por pessoas sem qualificação, pois, caso isto ocorra, todo o sistema educacional e o processo desenvolvido neste sistema estarão irremediavelmente comprometidos. Dentro da atual realidade social, considerando um aumento dos conflitos familiares por várias causas, que não é o momento de analisar, é indispensável a presença destes especialistas em educação, como é o caso de Orientadores Educacionais, Supervisores Escolares, Psicopedagogos e Pedagogos.
Também aí há uma falha no sistema, pois, na maioria dos casos, há utilização de professores em desvio de função que, por mais boa vontade que tenham, não conseguirão, com algumas exceções, sucesso nesta empreitada.

Neiff Sate Alam*
Professor aposentado da Universidade Federal de Pelotas
Militante do Partido Socialista Brasileiro de Pelotas

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

VCV VEREADOR

Em 1990, Vanderlan Vasconselos, vereador do município continua mandato e a publicar o Informativo PSB - Esteio, para mostrar à população esteiense o que acontecia na Câmara de Vereadores da cidade, no Estado e no Brasil, assim como os projetos, ações de seu mandato. Para ter acesso é só clicar nos links abaixo, outros anos no menu ao lado:

INFORMATIVO PSB/ESTEIO

FEVEREIRO 1990
MARÇO 1990
ABRIL 1990
MAIO 1990
JUNHO 1990
JULHO 1990
AGOSTO 1990
SETEMBRO 1990
OUTUBRO 1990
NOVEMBRO 1990
DEZEMBRO 1990

Boa leitura!

MÉTODO PETISTA

Oi Companheiros,
Elles são elles, desde que sejam elles.

Mas nós vamos enfrentar.
Vá direto ao assunto:
Prosa e Política


Um abraço e uma instigante tarde de quarta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

Método petista de eliminar os opositores

O amigão de Lula, Mahmoud Ahmadinejad, presidente do Irã, tem seu método de anular aqueles que o perturbam: a Forca! (veja aqui)
O PT, algo como propriedade particular do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tem um método análogo, valem-se de pressão psicológica e de jogo sujo, onde da cintura para baixo tudo é canela.
O atual alvo do partido é Ciro Gomes (PSB-CE), desde que ultrapassou Dilma Rousseff nas pesquisas de opinião, vem sofrendo um ataque especulativo dos petistas para desistir da candidatura a presidente da República. Além de pressionar os governadores da legenda — Eduardo Campos (PE) e Cid Gomes (CE), candidatos à reeleição, e Vilma Maia (RN) — com a ameaça de romper as alianças regionais, o PT força a barra com os partidos aliados para não aderirem à candidatura do socialista.
Segundo o líder do PSB no Senado, Renato Casagrande (ES), Ciro não pretende ser candidato a governador: “Ele transferiu o domicílio eleitoral para São Paulo com o objetivo de manter o diálogo com o PT.” Essa mudança, porém, manteve as esperanças do Planalto de deslocar a candidatura de Ciro para o governo paulista e levou à intensificação das pressões do PT sobre o PSB. O ex-ministro José Dirceu, uma espécie de eminência parda nos bastidores da sucessão de 2010, tentou convencer o governador Cid Gomes a patrocinar a retirada da candidatura de Ciro e ouviu um sonoro não: “Só trato das eleições a partir de março do ano que vem”, disse-lhe o irmão de Ciro.
(*) Texto de apoio: Luiz Carlos Azedo

Troféu Mérito Político

Oi Companheiros,
O Beto, nosso deputado federal, vai receber o Troféu Mérito Político. Dia 22 de outubro, às 19h30min na ALRS.



Um abraço e uma linda tarde de quarta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB


CONVITE

VOCÊ FAZ PARTE DESTE PRÊMIO, VENHA COMEMORAR CONOSCO!

Deputado BETO ALBUQUERQUE é escolhido para receber o importante Prêmio Líderes & Vencedores

Categoria: Mérito Político.

A Solenidade de Entrega do Troféu ocorrerá no dia 22 de Outubro de 2009

Horário: 19h30min

Local: Auditório Dante Barone – Assembléia Legislativa do Estado – Porto Alegre – RS

Realizado desde 1995 pela Federasul e Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, o Prêmio Líderes e Vencedores reconhece e valoriza o trabalho e o sucesso de personalidades, empresas e iniciativas de nosso Estado.

Você é nosso Convidado!

Vamos valorizar e reconhecer o trabalho do nosso Companheiro Beto, exemplo de abnegação pública e competência.

SAÚDE SOCIALISTA

Oi Companheiros,
Precisamos dividir o conhecimento e um caminho é mostrar a competência instalado dentro do PSB. Na área da Saúde o Dr. Alexandre Roso é especial, e pode dividir suas experiências com os demais que sonham que a saúde publica pode ser ainda melhor...
Um abraço e uma linda tarde de quarta-feira


Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB








PSB NÃO ABRE MÃO DE CIRO

Oi Companheiros,
Temos meta. Elles vão tentar mas nós vamos chegar lá e aqui.
Mãos e mente a obra socialistas.

Um abraço e uma esclaredora manhã de quarta-feira


Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB


PSB não abre mão de Ciro
Coluna Ana Amélia Lemos

O sentimento generalizado no PSB é manter a candidatura Ciro Gomes à sucessão presidencial em 2010. São muitas as justificativas. A principal delas está na posição do candidato nas pesquisas eleitorais. Aparece em primeiro lugar no DF e em SC e em segundo no RS. Ciro é a alternativa ao "ranço da disputa entre o PT e o PSDB", sustenta o líder do partido no RS, deputado Beto Albuquerque, argumentando que a candidatura Marina Silva (PV) anulou o projeto plebiscitário Serra x Lula. As ameaças e o comportamento deselegante do PT só têm fortalecido a candidatura Ciro Gomes, registrou à coluna o deputado gaúcho.

PSB não abre mão 2
"Se o Lula tivesse feito com o Ciro (Gomes) o que já fez com a Dilma, nosso candidato já estaria em primeiro lugar nas pesquisas, em todo o país", exagera Beto Albuquerque (foto). Nessa disputa, não é só Lula que conta, mas também o candidato. Ter, 13 de Outubro de 2009 12:23 Zero Hora

terça-feira, 13 de outubro de 2009

RIOZINHO SOCIALISTA, 17/10, 14 horas,

Oi Companheiros,
Precisamos nos unir e ajudar a divulgar nossa VIII Plenária Regional Socialista dos Vales dos Sinos e do Paranhana, será sábado, 17/10, às 14 horas, em Riozinho. Contamos com a participação de todos.
Um abraço e uma linda manhã de terça-feira


Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

MULHER SOCIALISTA

Oi Companheiras Socialistas,
Lembrei de vocês:
Meu nome é MULHER!

Eu era a Eva
Criada para a felicidade de Adão
Mais tarde fui Maria
Dando à luz aquele
Que traria a salvação
Mas isso não bastaria
Para eu encontrar perdão.
Passei a ser Amélia
A mulher de verdade
Para a sociedade
Não tinha a menor vaidade
Mas sonhava com a igualdade.
Muito tempo depois decidi:
Não dá mais!
Quero minha dignidade
Tenho meus ideais!
Hoje não sou só esposa ou filha
Sou pai, mãe, arrimo de família
Sou caminhoneira, taxista,
Piloto de avião, policial feminina,
Operária em construção...
Ao mundo peço licença
Para atuar onde quiser
Meu sobrenome é COMPETÊNCIA
E meu nome é MULHER..!!!!

(O Autor ou Autora são Desconhecidos, mas uns verdadeiros sábios...)

Um abraço e uma doce manhã de terça-feira
Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

VCV VEREADOR

Em 1989, Vanderlan Vasconselos, vereador do município lançou em seu mandato o Informativo PSB - Esteio, para mostrar à população esteiense o que acontecia na Câmara de Vereadores da cidade, no Estado e no Brasil, assim como os projetos, ações de seu mandato. A partir de hoje, serão coloados para acesso dos frequentadores do Blog o Informativo. Para ter acesso é só clicar nos links abaixo:
INFORMATIVO PSB/ESTEIO

Boa leitura!

CASAR NEM PENSAR!

Oi Companheiros,
RS É DIFERENTE MESMO. Qualquer semelhança na política de coligações é mera coincidências. Viva a terceira via, LÁ E CÁ.
Pelo jeito o melhor é ficar. Tem gente que pensa que ficar é coisa moderna, a diferença que em outros tempos ficava, mas escondido e hoje, é as claras. Não sei da referencia sobre os efeitos da redução de famílias tradicionais sob visão de viver em sociedade, mas, que dá o que pensar, dá.

Vá direto:

IBGE: Rio Grande do Sul é o único Estado que registrou queda no número de casamentos


Um abraço e uma instigante tarde de sexta-feira.


Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

SEM EXPLICAÇÃO!

Tem coisas que as palavras não explicam.
Vá direto ao assunto:

Um abraço e uma linda manhã de sexta-feira

Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB


Mantega admite, na maior cara de pau, que arrecadação menor faz governo segurar devolução do IR

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, admitiu com a maior cara de pau, nesta quinta-feira, que a Receita Federal está demorando mais a pagar a restituição do Imposto de Renda de 2009 aos contribuintes que têm direito devido à queda na arrecadação do governo. Segundo o ministro petista, o ajuste que foi feito é normal e não prejudica o contribuinte, já que o valor é corrigido pela Selic. Ou seja, o governo petista surrupia o dinheiro do contribuinte, assim como fez o governo Collor, e acha isso muito natural. De aproximadamente R$ 15 bilhões que seriam inicialmente devolvidos até dezembro, cerca de R$ 3 bilhões só deverão ser liberados no primeiro trimestre do próximo ano. "Neste ano, existe um ajuste para que a restituição demore mais a ser feita, mas sempre o nosso critério é fazer o mais rápido possível. No ano passado, nós tínhamos uma folga orçamentária e foi feito mais rapidamente, mas este ano temos mais dificuldade", afirmou ele. Mas o governo petista de Mantega e de Lula não teve a menor dificuldade em aumentar desbragadamente os gastos públicos. E agora o contribuinte paga o preço.

CRIANÇAS

Oi Companheiros,
Independentes das relações políticas. Precisamos lembrar que existe uma criança dentro de cada um de nós.

"Nunca alguém tão grande se fez tão pequeno para tornar grandes os pequenos."
Augusto Cury

Um abraço e um feliz dia das crianças, nesta meiga manhã de sexta-feira


Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB

Izânio

ESQUECERAM DO POVO?

Oi Companheiros,
Cada vez mais as cúpulas tentam dissimular a vontade popular. Vamos continuar o trabalho. Começamos a fazer sombra. A melhor política é a que mais aproxima do povo. A que nos faz melhor, em favor do próximo, com responsabilidade e ética.
Um abraço e uma linda manhã de sexta-feira



Vanderlãn Vasconsèllos
Coordenadoria Regional do PSB




José Cruz/ABrLula reservou para Ciro Gomes dois caminhos: ou se candidata ao governo de São Paulo ou terá o seu fio desligado da tomada.

Para cortar a corrente elétrica do candidato do PSB, o presidente isola-o, obstruindo-lhe o acesso a pretensos aliados.
Ciro imaginara que poderia equipar sua suposta candidatura presidencial com o tempo de TV de três legendas: o seu PSB, o PDT e o PCdoB.
A hipótese de uma adesão do PDT ao Ciro-2010 foi jantada na noite de terça (6). Deu-se num repasto servido pela candidata do PT, Dilma Rousseff.
A pretendida solidariedade do PCdoB será cortada nos próximos dias. Assediada pelos operadores políticos de Lula, a legenda já se inclina para Dilma.
A prioridade atribuída ao PDT não foi casual. Dilma acercou-se da legenda sob orientação de Lula.
Antes de viajar a Copenhague, o presidente tratara de preparar o terreno. Conversara com o ministro Carlos Lupi (Trabalho), presidente licenciado do PDT.
Lupi frequentava o noticiário como candidato a vice de Ciro. Lula interveio antes que o balão de ensaio ganhasse altura.
Na noite passada, de volta a Brasília, o presidente foi informado acerca do resultado do jantar que Dilma oferecera a Lupi e a congressistas do PDT.
Soube que um pedaço do PDT defende uma composição rápida com Dilma. Outro naco, majoritário, quer negociar melhor a aliança com Dilma. Nem sinal de Ciro.
Ao deflagrar a operação “desliga Ciro”, Lula precipitou a articulação para compor o bloco partidário que deseja ver orbitando ao redor de Dilma.
Afora o PDT e o PCdoB, tenta-se amarrar o PRB, o PP e o PR. Embora integrem o consórcio governista, PV e PTB foram excluídos da lista.
O PV, como se sabe, vai a 2010 com Marina Silva (AC). Sob a presidência do deputado cassado Roberto Jefferson, o PTB é visto como caso perdido.
Há, de resto, o PMDB. Sócio majoritário da aliança, o partido reclama a formalização pública da parceria. Coisa pra ontem. Será atendido.
Lula pretende receber, na próxima semana, uma delegação do PMDB, chefiada pelo presidente da Câmara, Michel Temer. Na semana seguinte, o noivado será oficializado.
Ficará entendido o que já é consabido: o vice de Dilma será um peemedebista. A definição do nome fica para mais tarde. Temer não é a única cogitação de Lula.
No jantar em que delegou a Temer a incumbência de requerer o encontro com Lula, a cúpula do PMDB analisou o embate Ciro versus Dilma.
O deputado Jader Barbalho, Dilma desde menino, disse que, para deter o avanço de Ciro nas pesquisas, a candidata do PT precisa produzir fatos positivos.
Nada mais positivo, na opinião de Jader, do que a associação imediata com o PMDB. O ministro Geddel Vieira Lima (Integração Nacional) concordou.
Foi à roda a tese de que Ciro inviabilizou-se como candidato ao Planalto ao levar o seu título de eleitor para passear em São Paulo.
O presidente do Senado, José Sarney, discordou. Avalia que, ao ceder ao pedido de Lula, convertendo-se em candidato multiuso, Ciro tonificou sua presença na mídia.
Algo que pode render-lhe uma sobrevida nas sondagens eleitorais. A depender de Lula, o tempo de vida do projeto nacional de Ciro será breve.
Escrito por Josias de Souza às 05h24