quinta-feira, 30 de abril de 2015

“Norgas Pan” atraca carregado em Rio Grande.

O navio-tanque “Norgas Pan” atracou a 01:01 da madrugada de terça-feira (07/ABR) no píer petrolífero operado pela empresa Braskem, no porto de Rio Grande. Vindo de Triunfo, de onde partiu às 08:15 da manhã de domingo (05/ABR). O navio estava carregado com cerca de 1.900 toneladas de gás propeno e 700 toneladas de benzeno. E esta viagem é mais uma das que ele realiza no transporte de parte da produção deste importante complexo industrial de nosso estado. Cuja matéria prima básica é o petróleo e seus derivados. E, portanto envolve carga sempre perigosa e sensível. Que necessita de um transporte especializado e seguro para evitar qualquer acidente.

Vendo por este prisma. A navegação adquiriu um importante papel para a segurança deste transporte. Já que o realiza há décadas com a mais completa segurança. E, principalmente, longe das rodovias. Tão marcadas pelo perigo e pelos acidentes que nelas ocorrem.

Foto: Carlos Oliveira

“Gas Premiership” chega para descarregar GLP em Canoas.

O navio-tanque “Gas Premiership” chegou a Porto Alegre às 09:22 da manhã de segunda-feira (06/ABR). Na sequencia o navio fundeou na área Bravo do porto de Porto Alegre, que fica em frente ao Cais Mauá, para esperar o momento adequado para seguir sua viagem até o Terminal de Gás do Sul – TERGASUL. Que fica no município de Canoas, as margens do rio Gravataí.

Esta espera, que desta vez foi mais longa do que nos dias normais. Só permitiu a sua atracação neste terminal às 15:20 daquela tarde. Feito isto a operação de descarga do gás liquefeito de petróleo – GLP se iniciou. E segundo consta deverá ocorrer de forma a liberar o navio para sua partida já na manhã do dia seguinte. No horário em que normalmente ela ocorre, por volta das 09 horas. Quando o vão móvel da ponte do Guaíba é liberado para içamento no turno da manhã.

Foto: Carlos Oliveira

“Trevo Leste” atraca na BUNGE.

A barcaça graneleira “Trevo Leste” atracou às 16 horas da tarde de segunda-feira (06/ABR) no terminal de uso privado (TUP) da empresa Bunge Alimentos. Este terminal que fica localizado na área do Super porto de Rio Grande. Possui uma grande capacidade de realizar o embarque nos navios de grande porte que ali atracam. E por este motivo é procurado como uma alternativa para a exportação de nossa safra agrícola.

Segundo consta, nesta viagem da barcaça “Trevo Leste” foram transportadas cerca de 3.000 toneladas de soja triturada. Produto embarcado em Canoas. E que agora deverá ser armazenado por alguns dias até que seja reembarcado com destino ao exterior. Gerando definitivamente riqueza para toda a cadeia produtiva gaúcha. O que é bom para todos nós.

Foto: Carlos Oliveira

“Eco Emergia I” retorna par ser carregada em Canoas.

A barcaça-tanque “Eco Energia I” de propriedade da Navegação Guarita, e prestando serviço para a PETROBRAS retornou de viagem realizada à Rio Grande no início da manhã de segunda-feira (06/ABR). Eram 08:25 quando ela foi vista navegando já pelo canal do Cristal. Seu destino era o Terminal Niterói, de propriedade da estatal, e que serve pra que a Refinaria Alberto Pasqualini – REFAP possa embarcar parte de sua produção local.

Como tem sido comum. Os produtos e os volumes transportados pela PETROBRAS por este terminal não tem sido divulgados. Por tanto fica aqui feito o registro da viagem. Que serve para mostrar a dinâmica da intensidade  e a importância da navegação para a nossa economia.

Foto: Carlos Oliveira

Barcaça graneleira “João Mallmann” atraca na Bunge Alimentos.

A barcaça graneleira “João Mallmann” que havia chegado no sábado (04/ABR) vinda de Rio Grande foi carregada com mais soja triturada. Sua partida da cidade de Canoas ocorreu no início da manhã de domingo (05/ABR). Sendo que ela foi por nós fotografada às 07:18 daquele dia, quando saía do Canal do Cristal.

Seu destino era o terminal de uso privado (TUP) da empresa multinacional Bunge Alimentos. Que fica na área do Super Porto de Rio Grande. E onde ela atracou às 19 horas de segunda-feira (06/ABR). Para descarregar a sua carga. Estimada em 3.000 toneladas de soja triturada. Fica assim feito o registro de mais esta viagem da barcaça.

Foto: Carlos Oliveira

PARA PENSAR E REFLETIR –

“Prof Luiz L de Faria” chega com ureia a Porto Alegre.

Era noite fechada de sábado (04/ABR) quando a barcaça graneleira “Prof. Luiz L. de Faria” da empresa Frota de Petroleiros do Sul – PETROSUL foi visto chegando em Porto Alegre. A embarcação trouxe em seus porões um carregamento de ureia estimado em 3.000 toneladas. Que foi embarcado pelo Porto Novo de rio Grande. Tendo como destino para descarregamento o cais Navegantes do porto da capital de nosso estado.

A realização de navegação noturna só é permitida as embarcações menores, que possuam mestres com prática e conhecimento da região. Para as embarcações de maior porte, que embora tenham um prático a bordo além de equipamentos muito mais precisos, potentes de modernos, esta navegação não é permitida. Pois os nossos canais artificiais não possuem os requisitos mínimos necessários para que isto ocorra com a mais completa segurança. A largura nos cais, as falhas de sinalização, o traçado sinuoso são os principais pontos negativos. Que enquanto não forem sanados não liberam a livre navegação dos navios de maior porte pelas águas do Guaíba e de parte da Lagoa dos Patos. Pensar este problema é pensar no nosso futuro. E é para isto que eu convido o leitor a refletir.

Muito Obrigado!

Vanderlan Vasconselos

Foto: Carlos Oliveira

“Germano Becker” transporta soja.

A barcaça graneleira “Germano Becker” realizou mais uma viagem entre os municípios de Canoas e Rio Grande. Desta vez ela atracou no Terminal Marítimo Luiz Fogliatto com um carregamento estimado em 4.900 toneladas de soja triturada O horário exato não foi divulgado, mas segundo levantamento realizado esta atracação ocorreu no meio da tarde de quinta-feira (02/ABR).

Nesta época do ano, a navegação interior possui uma importância muito grande para o escoamento de parte de nossa safra agrícola. Pois a capacidade de suas embarcações equivale da de centenas de veículos de carga. O que representa uma economia de recursos e tempo muito significativa. Já que o custo final do frete fica mais barato, a perda de carga é zero e com o mesmo número de horas de viagem se transporta muito mais entre a origem e o destino. É por este motivo que o ideal seria integrar cada vez mais a navegação no nosso transporte de carga. Pois os benefícios são muito grandes. Para todos os setores da sociedade. Pensem nisso e me ajudem a divulgar esta ideia.

Muito obrigado!

Vanderlan Vasconselos

Foto: Carlos Oliveira

AGENDA COM DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO DA CEASA/RS

SEMANA DE 27 DE ABRIL A 02 DE MAIO/2015

Dia 27/04/2015 – Segunda - feira

05:45 - Cheguei na Administração da Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul, para despachos e estudos sobre a empresa.
10:00 – Reunião quinzenal para tratar do “Rateio” da CEASA/RS. Participaram: Diretores, Gerentes: Operacional e Financeira, Setor de Cadastro, e Associações da CEASA: ASSPHCERGS (Produtores) e ASSUCERGS (Usuários).
11:00 – Reunião com o Superintendente e Gerente Geral do Banco do Brasil. Na pauta: Tratativas para melhor localização do Banco no Complexo da CEASA/RS entre outros assuntos.
14:00 – Reunião com Presidente da CEASA e DMLU. Na pauta: Convênio entre DMLU e CEASA/RS.
16:00 – Reunião com a Gerência Técnica da CEASA e a Secretaria Estadual da Fazenda. Na pauta: Programa entre CEASA, FAZENDA e FAMURS, para implementação de Sistema de Informática.

Dia 28/04/2015 – Terça - feira

05:30 - Cheguei na Administração da Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul, para despachos e estudos sobre a empresa.
08:15 – Reunião com a Assessoria Jurídica da CEASA/RS.
09:00 – Posse e Reunião do Conselho Fiscal da CEASA/RS.
11:00 – Reunião semanal de Diretoria e Gerências da CEASA/RS.
14:00 – Análise de Processos e despachos.
16:00 – Reunião com Diretores e o Procurador Geral de Justiça do Rio Grande do Sul. Na pauta: Pedido de apuração de possíveis irregularidades no processo de contratação e administração de pessoal da CEASA/RS.

Dia 29/04/2015 – Quarta - feira

06:00 - Cheguei na Administração da Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul, para despachos e estudos sobre a empresa.
09:00 – Reunião do Conselho de Administração da CEASA/RS.
11:00 – Despachos.
14:00 – Visita de Liderança de Esteio, Sr. Eduardo Barros.
14:45 – Reunião com Diretores e a Cooperativa – COOTRAVIPA, contratada pela CEASA/RS para os Serviços de Limpeza e Varrição do Complexo.
15:30 – Reunião com Diretores e o Comandante Local do 11º Batalhão da Brigada Militar, com Ten. Cel. Régis Rocha da Rosa.
16:30 – Reunião com a Assessoria Jurídica da CEASA/RS.
17:00 – Reunião com a Gerente Financeira da CEASA/RS.

Dia 30/04/2015 – Quinta - feira

05:30 - Cheguei na Administração da Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul, para despachos e estudos sobre a empresa.
09:00 – Revisão de demandas e processos da CEASA/RS.
10:00 – Reunião com a Gerente Financeira da CEASA/RS, para tratar de assuntos relacionados ao setor.
14:00 – Reunião com  Diretores e a Gerente Financeira da CEASA/RS.
15:30 – Reunião com o Presidente da Associação dos Produtores Hortigranjeiros da CEASA/RS – ASSPHCERGS

Dia 01/05/2015 – Sexta - feira

FERIADO
DIA DO TRABALHADOR

Dia 02/05/2015 – Sábado

CEASA REUNIÃO CONSELHO ADMINISTRATIVO



CEASA E O MELHOR DA SEMANA

Dos 35 produtos analisados pela CEASA/RS, tivemos 24 produtos com os preços estáveis, 07 em alta e 04 em baixa.
O campeão da semana foi o MAMÃO FORMOSA, seguido pelo Chuchu e pela Maçã Red Delicious.
Confira aqui a cotação de todos produtos e reduza seu gasto na alimentação de todo dia. www.ceasars.com.br

CEASA VISITA MINISTÉRIO PÚBLICO


A direção da Ceasa visitou nesta tarde de terça-feira (28), a Procuradoria Geral de Justiça, sendo recebida pelo Procurador do Ministério Público Dr. Eduardo de Lima Veiga, na pauta o pedido de apuração de possíveis irregularidades no processo de contratação e administração de pessoal.

CEASA POSSE CONSELHO FISCAL

Foi na manhã desta terça-feira (28), a posse do novo Conselho Fiscal da Ceasa. Compõem Adriana Vieira Lara,
Aline Cristiane Potter e Gladimir Rodrigues Amador, representando a Prefeitura de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul e as Associações, respectivamente. Com participação especial da Contadora Nilda Bittencourt.

CEASA BUSCA PARCERIA COM FAZENDA ESTADUAL

No final desta tarde de segunda-feira (27), o Diretor Administrativo e Financeiro junto com a Gerência Técnica da Ceasa visitaram a Assessoria de Assistência aos Municípios, Adelar Vendrusculo, para busca de parceria e qualificação técnica das relações institucionais.

CEASA VISITA DMLU

A Diretoria da Ceasa visitou nesta tarde de segunda-feira (27) a direção do DMLU - Departamento Municipal de Limpeza Urbana, na pauta mais uma rodada de negociação para futura parceria entre as instituições.

CEASA RECEBE BANCO DO BRASIL

A diretoria da Ceasa recebeu na manhã desta segunda-feira (27), o Superintendente Regional do Banco do Brasil Gustavo Henrique da Rosa, acompanhado dos Gerentes Luiz Carlos Schneider e Jorge Luiz Lopes dos Santos.
Na oportunidade o Presidente da Ceasa ofertou um espaço para agência dentro do GNP - Galpão Não Permanentes (Pedra) para melhor atender o mercado.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

AGENDA COM DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO DA CEASA/RS

SEMANA DE 20 A 25 DE ABRIL/2015

Dia 20/04/2015 – Segunda - feira

05:30 - Cheguei na Administração da Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul, para despachos e estudos sobre a empresa.
09:00 – Reunião com representante da Secretaria de Mulheres do Diretório Municipal do PSB.
11:00 – Reunião com o Presidente da CEASA/RS e os Supervisores do Banco de Alimentos na CEASA/RS.
15:00 – Visita ao Deputado Estadual Elton Weber, na Assembleia Legislativa.
17:00 – Busca por aparelho auditivo, em São Leopoldo/RS.
Dia 21/04/2015 – Terça - feira

FERIADO - Tiradentes

Dia 22/04/2015 – Quarta - feira

05:30 - Cheguei na Administração da Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul, para despachos e estudos sobre a empresa.
09:00 – Reunião semanal de Diretoria e Gerencias e mensal com as Associações: ASSPHCERGS – Dos Produtores e ASSUCERGS – Usuários da CEASA/RS.
11:00 – Reunião com Diretores e o Gerente Operacional da CEASA/RS. Na pauta: Boxes disponíveis na CEASA/RS.
14:00 – Reunião com Diretores, Gerentes da CEASA/RS e o Escritório Dutra Vila, contratado pela CEASA para assessoria jurídica na área Cível e Tributária. Na pauta: Assuntos diversos referentes aos Processos da CEASA/RS.
16:00 – Reunião com Gerente Administrativo da CEASA, para tratar de assuntos referentes a demandas do TCE e Contratos da CEASA/RS.
17:00 – Reunião com a Gerente Financeira da CEASA/RS.


Dia 23/04/2015 – Quinta - feira

06:00 - Cheguei na Administração da Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul, para despachos e estudos sobre a empresa.
08:00 – Visita de lideranças do Município de  Esteio/RS.
10:00 – Reunião / Assembleia Geral dos Acionistas da CEASA/RS, no auditório da Companhia.
15:00 – Visita da  Assessoria do Vereador Airton Ferronato.
16:00 – Reunião com o Gerente Administrativo da CEASA/RS. Na pauta: Inventário Patrimonial da CEASA/RS.

Dia 24/04/2015 – Sexta - feira

08:30 – Entrevista para a Rádio Destaque de Esteio.
10:30 - Cheguei na Administração da Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul. Despachos e estudos sobre a empresa.
11:00 – Reunião com Gerentes do Banco do Brasil, Agência Estado. Na pauta: Busca de parceria entre a CEASA, CONAB e Banco do Brasil, referente ao Frigorífico.
14:00 – Reunião com o Diretor Técnico Operacional e o Escritório Munhoz, contratado pela CEASA/RS para Assessoria Jurídica no Direito do Trabalho, com as Associações da CEASA/RS: Dos Produtores (ASSPHCERGS), Usuários (ASSUCERGS) e Carregadores (ACHERGS).
15:00 – Reunião com o Gerente Técnico da CEASA. Na pauta: Tratativas em busca de parceria entre a CEASA/RS, FAZENDA, PROCERGS e FAMURS, para implementação de Novo Programa de Controle das Notas Fiscais.
15:30 – Reunião com a Gerente Financeira da CEASA/RS.



Dia 25/04/2015 – Sábado

CEASA

Doce visita das amigas Jaqueline Tichy e Vera Regina Ricciardi Flores

BROCOLIS O GRANDE GANHADOR

Dos trinta e cinco produtos analisados pela CEASA/RS, na semana de 14/04 à 21/04/2015, tivemos 15 produtos estáveis, 03 em alta e 17 em baixa. O brocólis foi o campeão de preço baixo. Seguido pela laranja para suco e o chuchu. 
Para conhecer a cotação de todos produtos veja aqui :www.ceasars.com.br/cotacoes

quarta-feira, 22 de abril de 2015

“Trevo Azul” transporta soja para Bianchini.

A barcaça graneleira “Trevo Azul” da Navegação Aliança realizou mais uma viagem transportando soja triturada para a empresa Bianchini. O produto foi carregado pelo terminal de uso privado (TUP) da Bianchini de Canoas; que fica as margens do rio dos Sinos. Para ser descarregado na unidade de Rio Grande. Onde a embarcação atracou no sábado (04/ABR), com cerca de 3.000 toneladas do produto. Esta soja se destina ao mercado externo. E deverá ser reembarcada nos próximos dias em um navio de maior porte, para que possa levá-la ao seu destino final.

Foto: Carlos Oliveira      

“Trevo Oeste” chega carregada com trigo.

A barcaça graneleira “Trevo Oeste” chegou a Porto Alegre no final da tarde de sábado (04/ABR) carregada com trigo argentino. Eram 17:53 quando ela foi avistada entrando pelo Canal do Cristal rumo ao porto de Porto Alegre. Em seus porões ela estava transportando cerca de 3.000 toneladas de trigo. Produto embarcado pelo porto de Rio Grande. E que ao ser transportado por embarcação fica mais barato. Já que este seguimento é o que possui o menor frete praticado no mercado e o que consegue transportar o maior volume a cada viagem, sem nenhuma perda durante o trajeto. Isto é muito bom para o consumidor. Pois reduzindo o custo de transporte e a perda a industria consegue repassar esta vantagem ao seus clientes. Que em última instância beneficia a quem compra o pacote de farinha, o pão, a massa ou qualquer um dos muitos produtos derivados deste que é um alimento básico do nosso cardápio. É neste momento que devemos mostrar ou lembrar ao leitor da importância da navegação para ele. Pois dificilmente ele consegue perceber esta relação com a sua vida.

Foto: Carlos Oliveira

Barcaça-tanque “Guaratan” parte de Canoas para Rio Grande.

Eram 16 horas da tarde de sábado (04/ABR) quando a barcaça-tanque “Guaratan” de propriedade da Navegação Guarita foi vista navegando rumo a Rio Grande. A barcaça que presta serviço para a Petrobras, transportando parte da produção de Refinaria Alberto Pasqualini – REFAP. Navegava visivelmente carregada. Seu destino era o terminal petrolífero operado pela Petrobras no porto de Rio Grande. Onde a estatal armazena seus produtos antes de reembarcá-los em outros navios de maior porte.

Como tem ocorrido nos últimos tempos. Novamente não foi divulgado o tipo nem o volume do produto transportado pela embarcação.

Foto: Carlos Oliveira

O Canal de Navegação é para Navegar.

No início da tarde de sábado (04/ABR) um dos catamarãs que fazem a travessia Porto Alegre – Guaíba foi visto navegando bem fora do canal de navegação. O fato que pode passar despercebido de muitas pessoas, entre as quais os próprios passageiros e os proprietários da empresa é digno de uma reflexão.

Segundo consta, a existência do canal de navegação torna obrigatória a sua utilização por parte das empresas de navegação. Em se tratando de uma empresa que realiza o transporte de passageiros, esta obrigatoriedade é ainda mais importante. Pois o serviço que ela presta é o transporte de pessoas.

Todos nos sabemos que o catamarã é uma embarcação pequena, leve e rápida. Que precisa de pouca profundidade para navegar. Mas também é do conhecimento geral que obstáculos submersos podem danificar o casco de embarcações. Causando um acidente com danos não só materiais como também humanos.

Neste caso a prudência e o respeito à legislação deveriam ser cumpridas a risca. Não expondo, em hipótese alguma, a vida dos passageiros ao risco, por menor que ele possa ser.

Digo isto porque sei que os catamarãs que realizam a travessia entre Porto Alegre e Guaíba já colidiram contra obstáculos submersos. Troncos que estavam flutuando nas águas do Guaíba, e que devido a alta velocidade desenvolvida pela embarcação, e a baixa visibilidade do obstáculo, não pode ser realizado nenhuma manobra no sentido de evitar o impacto. Causando por isto danos materiais que exigiram o reparo da mesma; pois a embarcação teve o seu desempenho prejudicado em virtude desta colisão.

No contexto de ocorrer um novo acidente, desta vez não só com danos materiais, mas também humanos. Este fato exigiria o acionamento da apólice de seguro. Que ao constatar que a embarcação não estava trafegando pelo canal de navegação oficialmente reconhecido. Causaria uma complicação legal para o seu pagamento.

Pelo que me foi relatado. Esta navegação fora do canal não é uma regra geral. Na maior parte das viagens o catamarã passa por entre as boias do canal, navegando com segurança e em cumprimento a legislação. Ao expor o fato, eu convido a todos a refletirem sobre o assunto. E faço aqui o alerta, pois com a segurança das pessoas não se pode arriscar.

Muito Obrigado!

Vanderlan Vasconselos

Foto: Carlos Oliveira

“João Mallmann” retorna para ser novamente carregada.

Após ter descarregado soja triturada no porto de Rio Grande. Em operação que ocorreu junto ao terminal de uso privado (TUP) da empresa Bunge Alimentos, iniciada às 12:35 da tarde de quarta-feira (01/ABR). Retornou a região metropolitana de Porto Alegre, a barcaça graneleira “João Mallmann”, de propriedade da Navegação Aliança. A barcaça foi vista ás 12:25 da tarde de sábado (04/ABR) navegando no Canal do Cristal. E tinha como destino o município de Canoas, onde ficam localizados os silos das empresas que normalmente enviam cereais para o porto de Rio Grande.

O volume inicialmente descarregado no TUP da Bunge Alimentos de Rio Grande não foi fornecido. Motivo pelo qual não o divulgamos. No entanto fica feito o registro da viagem, que revela a importância da navegação para quem produz riqueza em nosso estado.

Foto: Carlos Oliveira

“Celanova” também chega para carregar em Triunfo.

O segundo navio-tanque a chegar na manhã de sábado (04/ABR) foi o espanhol “Celanova”. Vindo de Rio Grande, ele foi visto entrando pelo canal do Cristal às 08:45, pouco tempo depois de ter passado pelo mesmo lugar o navio-tanque “Cape Daly”. A diferença, é que o “Celanova” tinha a preferência para a atracação. Motivo pelo qual ele acabou entrando primeiro no Terminal Santa Clara, de propriedade do Polo Petroquímico de Triunfo.

Segundo consta, o “Celanova” deverá se carregado com cerca de 2.700 toneladas de butadieno. E sua partida já foi anunciada para ocorrer no início da tarde de domingo (05/ABR).

Foto: Carlos Oliveira

“Cape Daly” retorna na manhã de sábado.

Retornou a região metropolitana de Porto Alegre, na manhã ensolarada de sábado (04/ABR) o navio-tanque “Cape Daly”. Vindo de Rio grande onde havio transportado parte da produção petroquímica do polo Petroquímico de triunfo. O navio retornou para ser novamente carregado neste importante complexo industrial de nosso estado.

 Sua chegada ocorreu por volta das 08:38 quando ele foi visto já navegando pela águas do Guaíba, dentro do canal do Cristal. Em seguida ele foi recebido próximo a Usina do Gasômetro por um dos rebocadores da Navegação Amandio Rocha – NAR, que transportava pessoal da fiscalização federal. Que subiu no navio por meio de uma escada de corda. Colocada no costado do navio. E assim que esta manobra terminou, o rebocador se afastou e outro já se encontrava chegando para acompanhá-lo em sua navegação até a área de fundeio localizada na entrado do Polo Petroquímico de triunfo, já no rio Jacuí,

Segundo consta, o navio permanecerá neste local até a manhã de domingo (05/ABR). Quando poderá entrar e atracar no píer I, em substituição ao navio-tanque “Norgas Pan”. Que se encontra carregando neste locl e deverá partir na primeira hora de domingo, rumo a Rio Grande.

Foto: Carlos Oliveira

“Prof. Lelis Espartel” chega com ureia.

A barcaça graneleira “Prof. Lelis Espartel” chegou às 06:37 da manhã de sábado (04/ABR) a Porto Alegre. A barcaça de propriedade da Frota de Petroleiros do Sul – PETROSUL, havia atracado a 01:50 da madrugada de quinta-feira (02/ABR) no Porto Novo de Rio Grande, a contrabordo do navio mercante “Kapetan Nondas”. Para ser carregada com cerca de 3.000 toneladas de ureia.

Sobre o “Kapitan Nondas”, podemos informar que ele é um navio de bandeira panamenha, que mede 179,9 metros de comprimento e possui 28,4 metros de largura. Que atracou às 11:50 da manhã de terça-feira (31/MAR) no Porto Novo, vindo do porto sul-africano de Durban. E que deve descarregar, até o final de sua operação, 27.184 toneladas de uréia em Rio Grande.

Foto: Carlos Oliveira

“Trevo Sudeste” chega vinda de Rio Grande.

Eram 21:44 da noite de sexta-feira Santa ( 03/ABR) quando a barcaça graneleira “Trevo Sudeste” chegou a Porto Alegre. Fotografada navegando no canal do Cristal. A barcaça atracou no cais navegantes do porto de Porto Alegre devido ao adiantado da hora. Isto porque no dia seguinte, sábado (04/ABR) ela seguiu sua viagem rumo ao terminal de uso privado (TUP) da empresa Bianchini. Que fica as margens do rio dos Sinos, no município de Canoas. E com a escuridão da noite anterior não podia ser feito. Tendo em vista a necessidade de se passar pelo vão móvel da ponto de Guaíba e pelo fato do rio dos Sinos não possuir nenhuma sinalização náutica para orientar o navegante.

Fica assim feito o registro da chegada da barcaça. Que é tão útil ao setor produtivo gaúcho. Transporta tanto a nossa safra agrícola, quanto os insumos que este setor necessita para poder produzir.

Foto: Carlos Oliveira

terça-feira, 21 de abril de 2015

TÁ IMAGINANDO?

Ninguém gosta de politica! Mas, sabem fazer conta com seu salário, certo?.

Na lâmina apresentadas pelo Secretário da Fazenda do RS, para justificar a realidade de falência que passa a nossa sociedade Gaúcha.
Chama atenção que a Assembleia Legislativa consome R$ 514.000.000,00 ( Quinhentos e catorze milhões de reais) por ano.

PENSE!
Temos 55(Cinquenta e cinco) Deputados Estaduais.
Temos 12 (doze) meses no ano.

DIVIDA E TIRE A DÚVIDA
O Povo gasta 514 milhões, dívida por 55 deputados e pelos 12 meses do ano e teremos o custo de um deputado por mês:
IGUAL a R$ 778.787,87.
Isso é  igual a 26 carros zeros por mês.
Isso é igual  a 1000 Salários Mínimos Nacionais.

O PODER JUDICIÁRIO JÁ DISSE QUE REDUZIU TUDO QUE PODE. Certamente os outros poderes vão dizer o mesmo..!!!.

De onde vamos tirar o dinheiro que falta para pagar o salários dos policiais, professores, médicos...?

TÁ IMAGINANDO???? FAÇA SUAS CONTAS... E VAMOS MUDAR A NOSSA HISTÓRIA.

“Trevo Vermelho” viaja para Rio Grande.

Eram 20:30 quando a barcaça graneleira “Trevo vermelho” foi vista navegando pelo canal do Cristal rumo ao porto de Rio Grande. Embora a noite fosse de lua cheia. A claridade existente não permitia a identificação visual da embarcação de propriedade da Navegação Aliança. Isto foi possível de ocorrer, graças ao sistema de identificação que ela utiliza via seu sinal de satélite. Que confirmou tratar-se da “Trevo Vermelho”.

Bem, já identificar a carga e o destino da barcaça é outro problema. Tendo em vista o feriado da semana Santa. Os dados sobre esta viagem não foram disponibilizados pela Superintendência do Porto de Rio Grande.

Foto: Carlos Oliveira

“Trevo Verde” chega com trigo a Porto Alegre.

Eram 11:39 da manhã de Sexta-Feira Santa (03/ABR) quando a barcaça graneleira “Trevo Verde” foi vista entrando pelo canal do Cristal, já em Porto Alegre. Seu destino era o porto da capital de nosso estado. Onde ela deverá descarregar as cerca de 3.000 toneladas de trigo importado que ela trouxe de Rio Grande.

O produto proveniente da Argentina, foi embarcado pelo Porto Novo de rio Grande na barcaça. Em uma operação de transbordo ocorrida com o navio mercante “Thebes”. Que mede 176,85 metros de comprimento, possui 29,4 metros de largura e esta registrado junto ao porto de Majuro, nas Ilha Marshall. Este navio deve descarregar cerca de 26.500 toneladas de trigo argentino. E esta descarregando o produto deste às 13:50 da tarde de terça-feira (31/MAR) quando atracou no Porto Novo de Rio Grande.

Foto: Carlos Oliveira

“Trevo Branco” parte carregada para Rio Grande.

A barcaça graneleira “Trevo Branco”  de propriedade da navegação Aliança partiu no meio d amanhã de Sexta-Feira Santa (03/ABR) de Canoas rumo a cidade de Rio Grande. Fotografada às 11:27 quando navegava pelo canal do Cristal; seu destino era o terminal de uso privado (TUP) da multinacional BUNGE. Que fica na área do Super Porto, e que possui capacidade para embarcar as cerca de 4.000 toneladas de soja triturada, que ela estava transportando, nos grandes navios que seguem para o exterior. Sendo que sua chegada ao destino de descarga, esta prevista para ocorrer no meio da tarde de sábado (04/ABR).

Foto: Carlos Oliveira

Navio-tanque “Norgas Pan” chega para ser carregado.

Chegou por volta das 08:30 da manhã ensolarada de sexta-feira (03/ABR), o navio-tanque “Norgas Pan”. O navio que foi fotografado quando entrava pelo canal do Cristal. Tinha como objetivo o terminal Santa Clara. Aonde veio a atracar ainda pela manhã, no píer II, para ser carregado com parte da produção petroquímica deste importante complexo industrial de nosso estado. Sua partida inicialmente programada para ocorrer ao meio dia de sábado (04/ABR), foi transferida posteriormente para às 08 horas da manhã de Domingo (05/ABR). Sem que com isto houvesse qualquer prejuízo para as operações programadas por este terminal

Foto: Carlos Oliveira

Barcaça graneleira “Piratini” chega com ureia.

Eram 09:50 da manhã de quinta-feira (02/ABR) quando a barcaça graneleira “Piratini” foi vista navegando pelo Canal do cristal rumo a Porto Alegre. Ela vinha carregada com ureia, produto recebido no Porto Novo de Rio Grande. Onde ela esteve realizando uma operação de transbordo com o navio mercante “Kapetan Nondas” de bandeira panamenha.

A princípio o volume divulgado que a barcaça graneleira “Piratini” estaria carregando era de 4.000 toneladas de ureia. No entanto é difícil acreditar que este seja o volume exato. Tendo em vista que a ureia é um produto muito mais volumoso do que pesado. E a barcaça graneleira “Piratini” não comportaria todo este volume. Por este motivo me restrinjo a citar o volume inicialmente divulgado, fazendo a devida ressalva sobre o mesmo.

Fica então registrada mais esta viagem de uma das nossas barcaças da navegação interior. Que superando todas as dificuldades permanecem a executar a sua missão com extremo louvor. Pois ao transportarem parte de nossa produção agrícola, o fazem com o menor dos custos possível. Garantindo um ganho maior para o setor produtivo, além da geração de emprego e renda para muita gente.

Foto: Carlos Oliveira

Navio mercante “Arosa” parte vazio de Porto Alegre.

Partiu vazio do cais Navegantes, do porto de Porto Alegre, às 08:15 da manhã de quinta-feira (02/ABR) o navio mercante “Arosa”.

A embarcação que nos trouxe um carregamento de sulfato de potássio seguiu para o porto argentino de Recalada. Onde deverá ser carregado com parte da produção agrícola deste país e transportá-la para o exterior. Diante deste fato fica evidente a nossa deficiência em termos de capacidade portuária. Pois assim como a Argentina, nós também somos grande produtor agrícola. No entanto nosso porto não possui os equipamentos adequados para realizar um embarque de forma ágil e eficiente de nossa produção nos navios que aqui aportam.

Nossa hidrovia também esta carente de investimento, seja ele no que diz respeito a sinalização quanto e principalmente ao calado. Que é a profundidade máxima que os navios podem navegar, sem correrem o risco de encalhar.

Como podemos notar. Falta muito coisa para nós recuperarmos a capacidade e o prestígio que o porto de Porto Alegre um dia teve. Enquanto isto, perdemos a bela oportunidade de realizarmos embarques via Porto de Porto Alegre. E com isto nossa competitividade fica prejudicada. E a lucratividade do setor produtivo é reduzida, Afetando a sua própria capacidade de reinvestir para ser melhor e mais eficiente. Quebrar este círculo vicioso é o grande desafia que se impõe a nós. Pensem nisso, pois disso depende o nosso futuro.

Muito Obrigado!

Vanderlan Vasconselos

Fotos: Carlos Oliveira

Barcaça graneleira “Rio Grande do Sul” chega carregada com ureia.

Chegou e atracou no cais navegantes do porto de Porto Alegre na quinta-feira (02/ABR) a barcaça graneleira “Rio Grande do Sul”.  Em seus porões ela estava transportando um carregamento de ureia, que totaliza 2.279,387 toneladas. Produto embarcado em operação realizada no Porto Novo de Rio Grande. E que agora conclui o seu trajeto aquático. A partir daqui a ureia será embalada e distribuída aos seus consumidores. Que inclui desde o setor industrial como o agrícola, onde o produto é empregado. O transporte do mesmo por embarcação é item muito importante. Pois por ser um produto leve e volumoso. A relação custo benefício no transporte é muito maior quando se emprega as barcaças para o seu transporte. E isto influencia no preço final que a indústria ou a agricultura vão pagar pelo produto. Reduzir este custo é muito importante para que nosso setor produtivo se torne competitivo. Pensem nisso!

Foto: Carlos Oliveira

“Trevo Nordeste” transporta soja.

A barcaça graneleira “Trevo Nordeste” realizou uma viagem transportando soja triturada entre as cidades de Canoas e Rio Grande. Seu destino final foi o Terminal marítimo Luiz Fogliatto, que fica na área do Super Porto. Local onde ale atracou às 18 horas de quarta-feira (01/ABR). Carregada com cerca de 3.000 toneladas do produto. Que é fruto do trabalho dos nossos homens do campo. E que é fonte de riqueza para todo o nosso Estado. Pois o sucesso da produção do campo consegue se espalhar por todos os seguimentos de nossa economia. Movimentando e gerando novos negócios no comércio, na indústria e na área dos serviços. E parte deste sucesso se deve a navegação interior. Que ao transportar a nossa safra agrícola o faz com custo mais baixo. Possibilitando que mais dinheiro fique nas mãos de quem produz. Para ser investido em nossa economia. Pensem nisso e me ajudem a divulgar a importância da navegação para o nosso Estado.

Muito Obrigado!

Vanderlan Vasconselos

Foto: Carlos Oliveira

“Trevo Oeste” transporta soja para Rio Grande.

A barcaça graneleira “Trevo Oeste” de propriedade da Navegação Aliança realizou mais uma viagem transportando soja triturada para o porto de Rio Grande. Fotografada no início de sua viagem às 14:38 da tarde de terça-feira (31/MAR). A barcaça atracou no Terminal Marítimo Luiz Fogliatto, localizado na área do Super Porto de Rio Grande às 12:55 da tarde de quarta-feira (01/ABR). Em seus porões ela transportou cerca de 3.000 toneladas do produto. Que terá como destino o mercado externo.

Constatar a eficiência do transporte hidroviário é sempre muito bom. Pois isto nos mostra que este setor é uma boa alternativa para o transporte de carga. Basta apenas acreditar e incentivar o seu fortalecimento. Para que ele possa ser ampliado e dar ao setor produtivo as resposta que este necessita.

Foto: Carlos Oliveira

“Prof. Luiz L. de Faria” transporta soja.

A barcaça graneleira “Prof. Luiz L. de faria” da empresa Frota de Petroleiros do sul – PETROSUL atracou ás 00:45 da madrugada de quarta-feira (01/ABR) no terminal marítimo Luiz Fogliatto, em Rio Grande. Segundo informação divulgada pelo porto de Rio Grande, a embarcação transportava cerca de 5.000 toneladas de soja triturada. Que deve ser exportada em breve, por meio de um navio de maior porte.

No entanto aproveito a oportunidade para chamar a atenção para o volume divulgado da carga por ela transportada. Estas 5.000 toneladas são visivelmente muito mais do que a barcaça pode transportar. E o numero deve estar errado. No entanto faço questão de apresentá-lo, fazendo a devida ressalva. Já que este é uma informação oficial.

Foto: Carlos Oliveira

segunda-feira, 20 de abril de 2015

“Trevo Branco” transporta clinquer para Nova santa Rita.

Eram 14 horas da tarde de quarta-feira (01/ABR) quando a barcaça graneleira “Trevo Branco” de propriedade da Navegação Aliança foi vista chegando a Porto Alegre. Seu destino é o terminal de uso privado (TUP) da empresa Cimbagé, localizado ás margens do rio Caí, no município de Nova Santa Rita. Onde ela deverá descarregar as 3.478,550 toneladas de clinquer embarcadas na cidade de Pelotas. Em operação realizada no TUP de propriedade da Cimbagé, entre os dias 27 e 30 de março.

O clinquer é um dos componentes utilizados na fabricação do cimento. E ao ser transportado por barcaça, se reduz o custo final do produto. Beneficiando a todos os consumidores. O que é sempre muito bom. E é desta maneira que a navegação contribui para o nosso bem-estar econômico e social.

Foto: Carlos Oliveira

Produção petroquímica de Triunfo é enviada para Rio Grande.

O Polo Petroquímico de Triunfo enviou para o porto de Rio Grande, mais um navio carregado com parte de sua produção de produtos petroquímicos. Desta vez o navio utilizado foi o     “Cape Daly”, que partiu no início da manhã de domingo (29/MAR). Sua atracação no píer prolífero, operado pela empresa Braskem, ocorreu às 09:45 da manhã de terça-feira (31/MAR). Após uma espera de um dia do navio, que ficou fundeado na área apropriada para isto, do porto de Rio Grande.


Mostrar este fato é muito importante para que o público possa compreender o papel da navegação para a nossa economia. Que consegue reduzir custos, ao mesmo tempo em que realiza um transporte seguro, rápido e eficiente de parte de nossa produção. Neste caso estou mostrando a produção petroquímica. Mas isto poderia ocorrer em todos os demais setores produtivos gaúchos. Aproveitar este potencial é imprescindível para que possamos nos tornar mais competitivos. Pensem nisso!

Vanderlan Vasconselos

Fotos: Carlos Oliveira

PARA PESAR E REFLETIR – O mau exemplo da PETROBRAS.

A barcaça-tanque “Eco Enegia I” de propriedade da Navegação Guarita e prestando serviço para a PETROBRAS. Que aqui foi fotografada quando partia rumo ao porto de Rio Grande, às 11 horas da manhã de terça-feira (30/MAR). Após ter sido carregada no terminal Niterói, que fica localizado no município de Canoas, as margens do rio Gravataí. Atracou às 13 horas da tarde de quarta-feira (31/MAR) no píer petrolífero operado pela PETROBRAS em Rio Grande. Infelizmente o volume e o tipo de produto não foram revelados pela estatal. No entanto, pelo que a imagem vinculada nos revela. A barcaça estava bem carregada. Demonstrando o seu pleno aproveitamento.

Sobre isto é interessante notar. Que a PETROBRAS é uma das empresas que se nega a pagar pela utilização da hidrovia. E ao não divulgar o volume transportado sonega uma informação importante ao órgão fiscalizador, neste caso a Agência Nacional de Transporte Aquaviário – ANTAQ. Ou seja, é o Governo Federal, via PETROBRAS, dando mau exemplo e descumprindo o que o próprio Governo Federal determina que seja feito. Diante disso a conclusão que temos é que realmente o Brasil não é um país sério.

Vanderlan Vasconselos

Foto: Carlos Oliveira

“Guaratan” parte carregado de Canoas para Rio Grande.

A barcaça-tanque “Guaratan” partiu carregada de Canoas para o Porto de Rio Grande. A embarcação que foi carregada no terminal Niterói. Saiu da cidade de Canoas no início da tarde de terça-feira (31/MAR). Sua partida foi programada para ocorrer após a do navio-tanque “Zeugman”. De forma a possibilitar que ambas as embarcações passassem pelo vão móvel da ponte do Guaíba na mesma operação de içamento. Contribuindo desta forma para na racionalização do uso desta vão. Que sempre que é ilado resulta no fechamento do trânsito de veículos pelo local. O que além de ser um inconveniente, produz o desgaste do equipamento; Assim sendo a paralisação do trafego para a passagem de duas embarcações seguidas é muito mais eficiente do que a realização de duas paralisações distintas. Outra fato importante. È que como as embarcações possuem alturas diferentes. A primeira embarcação a passar é sempre a mais alta. Possibilitando que o segundo passe pela ponte enquanto o vão móvel se encontra sendo abaixado para o limite da altura da segunda embarcação. Fato que torna a manobra muito mais rápida.

Conhecer esta realidade é muito importante para que nós possamos compreender o que ocorre com este importante cruzamento hidrorrodoviário de nosso estado. Que é muito criticado pelos motoristas dos veículos, mas que é fundamental para a nossa sociedade, principalmente do ponto de vista econômico.

Foto: Carlos Oliveira

Navio-tanque “Zeugman” partiu carregado de Triunfo.

O navio-tanque “Zeugman” de bandeira turca e prestando serviço para o Polo Petroquímico de Triunfo, partiu carregado no início da tarde de terça-feira (31/MAR). Eram 12:15 quando ele desatracou do píer, que fica no terminal Santa Clara. Para iniciar mais uma viagem rumo ao porto de Rio Grande.


O navio que havia chegado na manhã do dia anterior ele foi carregado com 2.480 toneladas de benzeno e 1.340 toneladas de óleo Diesel do tipo “S 500”. E nas fotografias aqui vinculadas é possível vê-lo navegando, já nas águas do lago Guaíba, por volta das 14 horas.

Fotos: Carlos Oliveira

Navio mercante “Arosa” retorna a Porto Alegre.


Retornou a Porto Alegre, na manhã de terça-feira (31/MAR), o navio mercante maltês “Arosa”. O navio que aqui esteve no ano passado, trouxe em sua atual viagem um carregamento de sulfato de potássio. Ao todo são cerca de 6.850 toneladas do produto que vieram em seus porões. E que devem ser descarregados no cais Navegantes.

Na sua atual viagem o “Arosa” realizou uma escala no porto de rio Grande. Atracando inicialmente no Porto Novo. Fato ocorrido na terça-feira (24/MAR) e posteriormente, em (27/MAR) ele atracou junto ao terminal de uso privado (TUP) da empresa Yara Brasil, que fica na área do Super Porto. Sendo que neste segundo local, foram descarregados 17.500 toneladas de cloreto de potássio.

Nas duas fotografias aqui apresentadas é possível ver a chegada do navio. Que ocorreu às 09:39, em baixo de uma garoa fina que se fazia presente. E que foi concluída às 10:45 com a atracação do navio junto ao cais Navegantes.

Fotos: Carlos Oliveira

“Taurogas” retorna para Triunfo.

O navio-tanque “Taurogas” retornou de sua viagem realizada  Rio Grande na manhã de terça-feira (31/MAR). Sua passagem por Porto Alegre ocorreu às 09:10, quando ele foi visto navegando pelo canal do Cristal. Sem fazer nehuma parada o navio passou pelo vão móvel da ponte do Guaíba e subiu o rio Jacuí, até a área de fundeio Charlie. Que fica em frente a entrada do Canal Santa Clara. Vindo a fundear neste local às 11 horas da manhã.

A programação do navio não foi informada. E até que sua movimentação seja autorizada, ele ficará neste local. Que pelas características especiais de largura e profundidade, permite o fundeio de vários navios com o máximo de segurança para a navegação.

Foto: Carlos Oliveira